Acabamos de completar seis meses desde que chegamos de volta a Alemanha. Chegamos bem no início do verão, tivemos um período de quarentena e só então começamos a nos movimentar livremente.

De início, o que nos chamou a atenção foi a casa, onde fomos recebidos. O dono dessa casa é um escocês. A casa dele é uma residência de três andares que fica na parte central da pitoresca Marktbreit, cidadezinha às margens do rio Maine. O fato de ser uma construção bem antiga o influenciou ao comprar a casa. A mesma teve que passar por uma reforma; foi aí que surgiu a ideia dessa frase latina:

Nisi Dominus Frustra

Se eu encontrasse esta frase escrita algum tempo atrás não saberia o significado. Mas já que estamos morando numa casa aqui no sul da Alemanha, na qual tem essa inscrição na fachada da casa (veja a foto) ficou fácil descobrir o significado.

Nos dias em que o sol nunca se punha no Império Britânico, era moda para os cristãos na Inglaterra colocar estas palavras na entrada de suas casas: Nisi Dominus Frustra. Essa frase é o latim do Salmo 127: 1; Sem Deus, é vão.

A verdade latente deste Salmo é a inutilidade de todo o nosso esforço humano que não depende da vontade, do poder e da bondade de Deus. É sábio e prudente aquele que reconhece que sem Deus nada pode fazer.

Creio que nunca vamos esquecer desse tempo em que moramos na casa “Nisi Dominus Frustra”.

Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono.

Salmo 127:1,2
Essa é a casa onde estamos morando nas últimas três estações…