Publicado em Estudos Bíblicos, Obra da cruz

O Sangue do Cordeiro

O CORDEIROO Sangue do Cordeiro (por Asher Intrater)

Páscoa é tempo de nos lembrarmos do sangue do Cordeiro. O Pentateuco está repleto com imagens de sangue.  Desde o primeiro animal morto para dar vestes a Adão e Eva, Abel- o justo, a circuncisão de Abraão, a túnica de José,  a aliança do Sinai, os sacrifícios do templo, o dia da expiação, etc.

Todas estas imagens gráficas foram projetadas para gravar na consciência coletiva e imaginação do povo de Israel a importância da expiação pelo sangue. Sangue é mencionado cerca de 300 vezes no Tanach (antigo testamento)  e 100 vezes no Novo Testamento. Na crucificação de Jesus, vemos o cumprimento destes símbolos.  O sangue de Jesus 2

João 19:34

“Contudo um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água”.

A água e o sangue – ambos físicos; todavia a água também representa o espírito de Jesus,  e o sangue Sua alma. Nos termos bíblicos, a alma está no sangue.

Leviticus 17:11

Porque a alma da carne está no sangue; pelo que vo-lo tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pelas vossas almas; porquanto é o sangue que faz expiação, em virtude da vida.

A maioria das traduções está incorreta. Leia novamente. É por causa da alma que o sangue faz expiação.

A regra da expiação é “substituição igual” ou “substituição”. Sua alma (pura)  é dada em lugar de nossa  alma (pecadora) . A alma dentro do sangue faz expiação por nossas almas. Alma substitui alma.

Exodus 21:23-25

a pena será alma por alma, olho por olho, dente por dente, mão por mão… ferida por ferida.

A palavra aqui pra ferida é a mesma pra ferida ou pisadura de Isaías 53:5 – Por suas pisaduras somos sarados. Sua ferida substitui nossa ferida e somos sarados. Sua alma substitui nossa alma e somos expiados.

O sangue é o veículo da alma. Quando dizemos que o sangue faz expiação, queremos dizer a alma.
Os soldados que estavam ao lado da cruz de Jesus talvez tenham tido algum sangue respingado sobre eles, mas se eles não entenderam e creram no significado espiritual, o sangue físico não teve nenhum efeito na salvação deles. Jesus não somente “sangrou” na cruz, Ele também derramou Sua alma.

Isaiah 53:12
…porquanto derramou sua alma na morte;

Quando Jesus estava sangrando, Seu corpo se esvaziou de Sua alma. Sua alma faz expiação por nossas almas. Católicos, protestantes e judeus bebem vinho como um símbolo da santificação em suas cerimônias. Vinho representa sangue o qual representa a alma. O elemento chave não é o vinho ou o sangue, mas a alma de Jesus.

Esta revelação é pessoal, dolorosa, emocional, embaraçosa, chocante, íntima, nauseante, desafiante e confrontadora.  É inconcebível, insuportável, quase inacreditável.

Ousamos nós meditar sobre uma coisa tão terrível como a alma do Filho de Deus que escoa para fora do seu corpo, só para nos salvar?

A palavra derramou em Isaías 53:12 é a mesma palavra do hebraico moderno pra infusão, como uma transfusão de sangue num hospital. Expiação é o cancelamento da punição e também uma vital transformação da alma. A alma de Jesus é “injetada” (como se fosse) em nosso ser como numa transfusão de sangue.

A alma d’Ele toca a nossa e nos transforma totalmente. Esta transformação da alma começa como uma experiência de novo nascimento e continua com o processo de santificação.

*Asher é um judeu que se converteu a Jesus em 1978. Ele mudou dos Estados Unidos pra Israel em 1992 e hoje é pastor de uma congregação em Jerusalém (Ahavat Yeshua). Ele e sua esposa são diretores do ministério “Revive Israel”, tendo como alvo discipular e treinar jovens israelenses, pra expandir o Reino de Cristo em toda terra.

Proclamando Nossa Redenção através do Sangue de Jesus

O salmista nos encoraja no Salmo 107 verso 2 a proclamar aquilo que Deus fez por nós:

“Digam-no os remidos do SENHOR, os que Ele resgatou da mão do inimigo…”

Pensando nisso compartilho aqui algumas proclamações sobre o Sangue de Jesus, que é uma das armas espirituais mais eficazes, em nossa luta contra o inimigo. Se cada seguidor de Cristo aprendesse sobre o quão importante é o sangue de Jesus, certamente o reino das trevas sofreria um grande enfraquecimento em todos os lugares.

Eu e meu esposo usamos estas proclamações já por vários anos, algo que aprendemos com um servo de Deus chamado Derek Prince.

Que Deus use essas proclamações para o seu fortalecimento espiritual.

                                      Proclamações sobre o Sangue de Jesus

Meu corpo é um templo do Espírito Santo, redimido, lavado e santificado pelo sangue de Jesus. Meus membros – as partes do meu corpo – são instrumentos de retidão, apresentados a Deus para o seu serviço e sua glória. O inimigo não tem lugar em mim, não tem poder sobre mim e nem afirmações não estabelecidas contra mim. Tudo já foi estabelecido por meio do sangue de Jesus.

The blood of Jesus

Eu venço Satanás pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do meu testemunho. Meu corpo é para o Senhor e o Senhor é para o meu corpo.

Pelo sangue de Cristo ando na luz e mantenho comunhão com outros irmãos.

Através deste sangue precioso recebo perdão de meus pecados, por mim confessados e abandonados.

(De acordo com a Palavra de Deus em Coríntios 6:19; Efésios 1:7; 1. João 1:7; Hebreus 13:12; Romanos 6:13; 3:23-25; 8:33-34; Apocalipse 12:11)

Por meio do sacrifício de Jesus na cruz, eu deixei de estar debaixo de maldição para entrar na benção de Abraão, a quem Deus abençoou em todas as coisas.   (Gálatas 3:13:14)

Proclame Também:

Pelo sangue de Jesus, eu sou redimido das mãos do diabo. (Ef. 1:7)

Enquanto ando na luz, o sangue de Jesus me purifica agora e continuamente de todo pecado. (1. Jo. 1:7)

Pelo sangue de Jesus, sou justificado, sem culpa, como se nunca tivesse pecado. (Rom. 5:9)

Pelo sangue de Jesus, sou santificado, separado do pecado, separado para Deus, feito santo com a santidade de Deus. (Hb. 13:12)

Obrigado Senhor, quanto eu recebo seu sangue, nele eu recebo sua vida, a vida de Deus – Vida divina e eterna. (Levitico 17:11)

Obrigado Senhor, mesmo quanto eu não consigo orar, o sangue de Jesus clama por mim nos céus. (Hebreus 12:22-24)


“Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos vossos pais,   mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado…”             (1 Pedro 1:18,19)

Amém!!!

Publicado em Missões, Nações

O Fator Melquisedeque na Cultura Chinesa

farm3_static_flickr_com_2132_2256618233_f860145f6bFevereiro é um mês muito importante no calendário chines,  pois é nele que começa o ano novo. Neste ano, o ano novo chinês começou exatamente no início de Fevereiro.

Os chineses têm uma história contínua e ininterrupta de 4.500 anos, na qual a impressão digital de Deus tem sido fortemente estampada em sua língua e cultura.

No entanto, infelizmente, a maioria dos chineses não sabem que a sua própria linguagem conta a história do único e verdadeiro Deus.

Durante o ano novo chinês, quase todos os lares chineses cobrem seus batentes com bandeiras vermelhas para trazer bênçãos e proteção para as suas casas. Isso nos traz à mente como os judeus foram ordenados a cobrir os seus umbrais com o Sangue do Cordeiro durante a páscoa.

A palavra original para Deus que o imperador chinês adorava em Tai Shan na Província de Shadong era Shang Di.  Diz-se que sua origem vem da antiga pronúncia de Shaddai – como  El Shaddai – um dos nomes de Deus em hebraico. A palavra é usada ainda hoje pelos cristãos em toda a China.

A língua chinesa é única porque é pictorial e cada caractere conta uma história. O ideograma chinês pra “justiça” é “yi” , o qual se escreve como 義.

Este Ideograma é composto de outros dois caracteres ou palavras separadas:

 que significa cordeiro e    que significa mim.

Sendo assim, o significado completo do caractere chinês pra “justiça”  é  “um cordeiro sobre mim.”

A língua chinesa está salpicada com multidões de characteres como este que contam a mensagem do evangelho.

A China está experimentando o maior avivamento cristão do mundo de hoje, mas o que muitos observadores não conseguem ver é que eles não estão se voltando para uma nova religião estrangeira. Em vez disso, os chineses estão sendo atraídos de volta para o Deus de seus antepassados.

Neste mês de fevereiro, oremos para que a nação mais populosa da terra continue a buscar  o único e verdadeiro Deus. E que nestes dias de férias, os discípulos de Cristo na China encontrem oportunidades de alcançar seus vizinhos, famílias e amigos para Deus.

(FONTE: www.backtojerusalem.com)