Publicado em Atributos de Deus

A Fidelidade de Deus – alimento pra alma faminta

Início de ano é tempo de retrospectivas sobre o que ocorreu no ano anterior, tanto em nossas vidas, quanto no mundo ao nosso redor.
É tempo propício pra refletirmos sobre a fidelidade de Deus, apesar de que é sempre encorajador meditarmos sobre a fidelidade de Deus em qualquer período do ano.

P1070705
Porque o SENHOR é bom, a sua misericórdia dura para sempre, e, de geração em geração a sua fidelidade. (Salmo 100:5)

Tenho adquirido o hábito de repetir várias vezes no dia, “o Senhor é bom e sua misericórdia dura para sempre”. Creio que é importante reconhecermos aquilo que Deus é, isso ajuda na transformação de nossa mente.
É de Tozer esta linda frase:  “A fidelidade de Deus é um dado básico da teologia, mas para o crente significa ainda mais: ultrapassa o entendimento e vem a ser alimento para a alma faminta”. Concordo plenamente, pois aqueles que estão famintos pela verdade terão sua fome saciada conhecendo o Deus que cumpre suas palavras e promessas.

Também de Tozer temos estas pérolas:

“As escrituras não só ensinam a verdade, mostram também a sua utilidade para os homens. Os autores inspirados eram homens de paixões semelhantes às nossas, vivendo no meio da vida, como nós. O que aprenderam a respeito de Deus transformou-se para eles em espada, escudo, martelo; tornou-se motivação de sua vida, sua boa esperança, e sua confiante expectativa. (…) Toda a nossa esperança de bênçãos futuras se apoia sobre a fidelidade de Deus. As suas alianças permanecem porque Ele é fiel e honrará as Suas promessas. Poderemos viver em paz e aguardar com segurança o futuro somente porque temos a certeza de que Ele é fiel.” (A.W.Tozer – Mais Perto de Deus)

Em em nosso relacionamento com Deus quantas vezes somos infiéis, não é mesmo?  Todavia  somos encorajados ao saber que mesmo quando somos infiéis Ele permanece fiel pois de maneira alguma pode negar-se a si mesmo…receber essa palavra e guarda-la no fundo do coração é como dirigir num túnel escuro e de repente ver a luz surgir no final deste túnel.2 Tim.2.13

Semana passada postei um texto do Asher Intrater, pastor messiânico em Jerusalem, P1060900sobre a importancia de sermos fiéis até o fim.

Mas hoje quero escrever algo sobre a fidelidade de Deus, pois este assunto tem pairado sobre minha mente nos últimos dias, de uma forma muito forte.

Como pessoas criadas à imagem de Deus, deveríamos refletir aquilo que Ele é.  Sendo a fidelidade um dos atributos divinos, deveríamos também ser pessoas fiéis, não é mesmo?? Todavia, fazemos promessas a Deus e às pessoas e falhamos em cumpri-las muitas vezes.

Mas com Deus não é assim:

“Se somos infiéis, ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-se a si  mesmo.”  (2 Tm. 2:13)

Na medida que crescemos no conhecimento de Deus e nossa intimidade com Ele se intensifica, nos tornamos também pessoas fiéis. Iremos refletir aquilo que Ele é, assim como é natural as crianças ao crescerem tornarem-se como seus pais.

Tozer, em seu livro “Mais perto de Deus” compartilha algumas  sementes preciosas sobre esse  tema:

Toda a nossa esperança de bênçãos futuras se apóia sobre a fidelidade de Deus. As Suas alianças permanecem porque Ele é fiel e honrará suas promessas. Poderemos viver em paz e aguardar com segurança o futuro somente porque temos certeza de  que Ele é fiel. (…) Os filhos da nova aliança, por maiores que sejam as sua provações, podem ter certeza de que Ele jamais deixará de mostrar-lhes a Sua misericordia, nem falhará na Sua fidelidade.”

Tenho ultimamente cantarolado uma canção que foi bem popular alguns anos atrás no Brasil.  Deixo aqui a letra de uma parte da canção pra voce meditar…e que seja essa a oração de nossos corações nos das a seguir:

“Serei fiel ao meu Jesus, serei fiel;
Serei fiel ao meu Jesus, serei fiel.
Há uma carreira para correr,
Há uma vitória para alcançar.
A cada dia ao meu Jesus serei fiel.”

A Fidelidade de Deus