Discernindo Nosso futuro (2a. Parte)

Nem tudo o que reluz profeticamente é ouro

O Deus de Israel levantou homens e mulheres para entregar Seu conselho ao povo judeu, bem como às nações deste planeta. Esses profetas falaram diretamente à nação, e algumas de suas palavras foram descritas na Bíblia. Às vezes, eles descreviam sua experiência como ‘permanecer no conselho do SENHOR’. Um homem ou mulher que teve essa experiência carregava profundamente os propósitos do coração de Deus. A realidade dessas visões, sonhos e experiências proféticas nos afeta até hoje.

Mas havia outros que profetizavam visões apenas por ‘sua própria imaginação’. Deus não os enviou, mas eles correram e compartilharam uma mensagem. Deus não havia falado com eles, mas ainda assim eles profetizaram. Estes eram falsos profetas que floresceram como espinhos num campo de trigo.

 Mas, nos profetas de Jerusalém, vejo uma coisa horrenda…Não deis ouvidos às palavras dos profetas que entre vós profetizam; ensinam-vos vaidades e falam da visão do seu coração, não da boca do Senhor. 17 Dizem continuamente aos que me desprezam: O Senhor disse: Paz tereis; e a qualquer que anda segundo o propósito do seu coração, dizem: Não virá mal sobre vós. 18 Porque quem esteve no conselho do Senhor, e viu, e ouviu a sua palavra? Quem esteve atento à sua palavra e a ouviu? 19 Eis que saiu com indignação a tempestade do Senhor, e uma tempestade penosa cairá cruelmente sobre a cabeça dos ímpios. 20 Não se desviará a ira do Senhor até que execute e cumpra os pensamentos do seu coração; no fim dos dias, entendereis isso claramente. 21 Não mandei os profetas; todavia, eles foram correndo; não lhes falei a eles; todavia, eles profetizaram. 22 Mas, se estivessem no meu conselho, então, fariam ouvir as minhas palavras ao meu povo, e o fariam voltar do seu mau caminho e da maldade das suas ações.

(Jeremias 23:14; 16-22 )

Em nossos dias, os mesmos princípios são verdadeiros. Tudo o que brilha não é ouro, e nem tudo o que é declarado como uma palavra profética nasce do conselho de Deus (ver 1 Tessalonicenses 5: 19-22).

Mergulhar na palavra de Deus e permanecer em Sua presença – essas são as chaves bíblicas para ouvir o coração do SENHOR e discernir o que Ele tem a dizer sobre o nosso futuro. Jesus desafiou os líderes espirituais de Seus dias nesses dois pontos. Ele observou que alguns deles não entendiam nem as Escrituras nem o poder de Deus (Mateus 22:29; Marcos 12:24). Hoje, os crentes geralmente escolhem se alinhar a um desses dois campos – as Escrituras ou o poder de Deus. O Senhor quer que escolhamos as duas asas da águia.

Aqueles que aspiram a falar o que está no coração de Deus estão almejando um chamado elevado. Isso requer que você se acostume e permaneça ligado- submisso à palavra e ao coração de Deus.

O Padrão fidedigno de Deus para discernir o futuro está ligado ao entendimento sobre Israel

Agora, se congregaram muitas nações contra ti, que dizem: Seja profanada, e os nossos olhos verão seus desejos sobre Sião. 12 Mas não sabem os pensamentos do Senhor, nem entendem o seu conselho, porque as ajuntou como gavelas em uma eira. 13 Levanta-te e trilha, ó filha de Sião; porque eu farei de ferro a tua ponta e de cobre, as tuas unhas, e esmiuçarás a muitos povos, e o seu ganho será consagrado ao Senhor, e a sua fazenda, ao Senhor de toda a terra.” (Miqueias 4:11-13)

O chamado de Israel e o destino de Deus pra esse povo é uma das questões mais importante para as nações do mundo entenderem. Mesmo quando levantam a mão para atacar e dividir Jerusalém, eles não tem ideia de como o Deus de Jacó vê as coisas, e como YHVH em breve irá usar o poderoso exército de Ezequiel 37 para pulverizar nações injustas (ver Zacarias 12:6-9 et al.).

Estes são os dias de Noé

Uma canção popular cantada pelos crentes nos últimos 20 anos é “Estes são os dias de Elias”. Quem sabe seja mais oportuno agora o fato de estarmos vivendo no que Jesus chamou “Os dias de Noé.”
 
Deus falou com Noé, um homem justo – sem culpa em seu tempo- que achou graça aos olhos de do SENHOR (Genesis 6:1-18). Ele compartilhou com ele que a terra estava cheia de violência; que a maldade do homem era grande na terra, e que todas as intenções dos pensamentos eram maus continuamente.  Deus revelou a Noé que estava prestes a destruir toda a carne na qual está o sopro de vida, junto com todo o planeta. Somente Noé, sua esposa, seus filhos e esposas iriam sobreviver.

Quando Jesus falou com Seus discípulos em particular no Monte das Oliveiras (Mateus 24: 3), também revelou algo: “a vinda do Filho do Homem será como nos dias de Noé. Pois, como naqueles dias antes do dilúvio, eles estavam comendo e bebendo, casando e dando em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e eles não entenderam até que o dilúvio veio e os levou embora – assim será a vinda do Filho do homem ”(Mateus 24: 36-39; Lucas 17: 22-36).


O ponto enfático do Messias aqui é que a maioria das pessoas não entende que o julgamento está prestes a acontecer até que ele entre em ação, assim como aconteceu com a população mundial dos dias de Noé que não entendeu a extensão e a gravidade do julgamento do dilúvio de Deus até que começou a chover. (Ver Gênesis 2:6; 7:4)

A arca, iluminada por dentro aguardando o dilúvio.

Os Filhos de Issacar sabiam

Em dias de grande provação, os poderosos homens de guerra de Israel “chegaram a Hebrom com um coração perfeito para fazer Davi rei sobre todo o Israel. E todo o resto de Israel tinha o mesmo pensamento de fazer Davi rei ”(1 Crônicas 12:38). Entre eles estavam os guerreiros da tribo de Issacar, “homens que entenderam os tempos, com conhecimento do que Israel deveria fazer” (1 Crônicas 12:32). Que descrição surpreendente é dada nas Escrituras sobre esses homens! Eles discerniram os tempos – o que estava acontecendo ao seu redor – e receberam do conselho de Deus um conhecimento do que precisava ser feito.

Quando Deus alimentou Israel com maná, Ele ordenou que o chefe de cada família reunisse diariamente o suficiente para o número total de pessoas que cada homem tinha em sua tenda (Êxodo 16:16). Do mesmo modo, cada um de nós precisa se relacionar com Deus e com Sua palavra, recebendo o maná de discernimento e estratégia para nossa casa individual. Precisamos reunir isso para nós mesmos e não depender de fornecedores de maná de “grande nome”. Precisamos ser como os filhos de Issacar, nesses momentos de tremor, para que possamos ter conhecimento do que nossas famílias devem fazer.

Diante disto, como devemos orar?

*Ore pra que Deus fale conosco através de Sua Palavra e no nosso tempo com Ele, dando discernimento e estratégias em relação a esse tempo.

*Ore pra que revelação seja concedida ao povo Judeu sobre o coração de Deus e estratégias d’Ele pra esse tempo.

*Ore pelo levantar do exército profético de Ezequiel 37, entre o povo judeu.

Discernindo nosso futuro (Avner Boskey)

“Recebi por e-mail esse interessante texto do Avner Boskey. Por ser um assunto tão atual decidi traduzir e compartilhar aqui com vocês. Esta é a primeira parte do texto. Desejo-lhe uma boa leitura!”

É tempo de recesso no planeta Terra. Trens, aviões e automóveis têm uma parada brusca. O botão de pausa foi ajustado em Hollywood, shows de rock e casamentos sofisticados por enquanto. Até onde isso vai dar? A sociedade será capaz de suportar?

Os versículos das escrituras que usamos inúmeras vezes, de repente, assumem um significado mais profundo:

Não se glorie no amanhã, porque não sabes o que trará à luz (Provérbios 27: 1)
O homem é como um sopro; os seus dias são como uma sombra passageira (Salmo 144: 4)

Atendei agora, vós que dizeis: “Hoje ou amanhã iremos para a cidade tal, e passaremos um ano lá, participando de negócios e obtendo lucro”. No entanto, você não sabe como será sua vida amanhã. Sois apenas como uma neblina que aparece por um tempo e logo se dissipa. Em vez disso, você deve dizer: “Se o Senhor quiser, não só viveremos como também faremos isso ou aquilo”. (Tiago 4: 13-15)


O rápido aumento de tremores sociais (pandemias, tumultos, revoltas culturais etc.) não diminui. Como o jogo de videogame, parece que novos problemas vão continuar aparecendo. A dinâmica desse jogo: esforços repetidos para resolver um problema persistente são frustrados pelo problema que reaparece de diferentes formas. Todas as tentativas de solução resultam apenas em melhorias temporárias ou superficiais. Podemos entender esses eventos preocupantes? Como devemos conectar os pontos aqui e discernir padrões ou soluções? O que o futuro reserva para nós?

A sabedoria nos leva a discernir nosso futuro

Moisés não era apenas um escriba, um general militar e o líder nacional de Israel. Ele também foi um ótimo cantor (ver também Apocalipse 15: 3). Uma de suas últimas mensagens proféticas estava nessa canção:

Então Moisés falou na audiência de toda a assembléia de Israel as palavras desta canção –
“Pois a porção de YHVH é o Seu povo; Jacó é a atribuição de Sua herança. . .
Você negligenciou a Rocha que o gerou e esqueceu o Deus que lhe deu à luz …
Pois eles são uma nação sem conselho, e não há entendimento neles.
Queria que eles fossem sábios, que entendessem isso, que discernissem seu futuro!
Como alguém poderia perseguir mil e dois colocar dez mil em fuga. . . ”
(Deuteronômio 31:30; 32: 9, 28-30)


Dois princípios fundamentais são declarados aqui – quando Israel se lembrasse de Deus e de Sua palavra, ela seria capaz de discernir seu futuro.

Quase 700 anos depois, o rei Uzias subiu ao trono na tenra idade de dezesseis anos. Ele continuou a buscar a Deus nos dias de Zacarias, que era sábio nas visões de Deus. E enquanto ele buscou ao SENHOR, Deus o fez prosperar ”(2 Crônicas 26: 5). A prosperidade de Uzias estava diretamente ligada à sua atenção às Escrituras (ver Deuteronômio 17: 18-20) e às palavras dos Profetas.

Asafe, o menestrel profético, explica-nos:

“Porque eu tinha inveja dos arrogantes ao ver a prosperidade dos ímpios. . . [Mas] se eu tivesse dito: ‘Falarei assim’, eis que trairia a geração de seus filhos. Quando pensei em entender isso, era problemático aos meus olhos até que eu entrei no santuário de Deus. Então percebi o fim deles ”(Salmo 73: 3, 15-17). Quando Asaph meditou sobre as questões difíceis da vida na presença do Deus da eternidade, recebeu uma visão profética do futuro.

A mão de Deus está estendida sobre todo crente. Ele nos convida a segui-Lo e a receber sabedoria e discernimento profético (Provérbios 3-4). Se mergulharmos nas Escrituras e investirmos tempo com Ele, Ele nos falará, nos guiará e nos direcionará. Ele até nos mostrará o que está em Seu coração e Sua agenda para o futuro.

+++ SELAH ++

Por que você não deve ter medo de conspirações, mas se concentrar nisso…

Qual é a resposta dos cristãos na China ao fato de seu governo conspirar contra eles diariamente? Pregar o evangelho. Ganhe o maior número de pessoas possível. Qual foi a resposta de Paulo à perseguição de crentes por Roma? Pregar o evangelho. Qual foi a resposta dos apóstolos ao julgamento e assassinato ilegais de Yeshua? Pregar o evangelho. Ou quando foram presos e espancados (Atos 3-4)? Pregar o evangelho. Quais foram as últimas palavras de Yeshua? “Avisar as pessoas sobre Bill Gates?” Não, e me desculpe, eu não estou tentando ser fofo aqui, mas para fazer um ponto. Suas últimas palavras foram para todo o mundo e fazer discípulos. O que Paulo está fazendo em sua cela? Ele está preocupado com o imperador Nero? Não, ele continua a ministrar através de suas cartas.

Por que as nações conspiram

e os povos conspiram em vão?

Os reis da terra se levantam

e os governantes se unem

contra o Senhor e contra os seus ungidos (Sl 2: 1-2)

Salmo 2:1,2

O fato de certos poderes conspirarem contra Deus e seu povo não é novidade nem chocante. Foi profetizado há muito tempo. A questão é: estamos prontos?

Com demasiada frequência, receamos as nações em fúria e conspiradoras, mais do que Aquele que as criou. Quando nos preocupamos com as conspirações do homem, tornamos Deus muito pequeno. O maior de todos os maus atores que estão por vir não é o príncipe Charles, a OMS (não a banda), Bill Gates ou Dr. Fauci, mas o anticristo, e ele é um mero fantoche nas mãos de Deus. Por três anos e meio, esse homem poderoso será incapaz de tocar Jerusalém, pois as duas testemunhas, que sopram fogo e “atolam a terra com pragas quantas vezes quiserem”, o retêm enquanto proclamam Yeshua de a cidade velha de Jerusalém. Somente depois que eles se foram (para o céu), ele ataca a Cidade Santa (Zc 14: 1-2)

Apesar de todos os planos do homem, Deus seguirá o seu caminho. Ninguém vai enrolar/enganar Deus (com torres de célulares 5G ou vacinas falsas), mas pelo contrário – eles são seus servos, sabendo ou não. Durante os últimos sete anos antes de Yeshua voltar, eles terão grande dificuldade em implementar seus planos malignos em meio a pragas, terremotos e correntes de ar, enquanto os crentes gozam de proteção em grande parte disso, como os israelitas durante as pragas da Páscoa. Será um momento terrível no planeta Terra.

10 As nações levantar-se-ão umas contra as outras e reino contra reino. 11 E haverá grandes terramotos e fomes em muitos sítios e epidemias, e ver-se-ão grandes sinais vindos dos céus.

12 Mas, antes disto tudo, prender-vos-ão e perseguir-vos-ão. Levar-vos-ão às sinagogas e prisões e conduzir-vos-ão à presença de reis e governantes por causa do meu nome. 13 Isto servir-vos-á para darem testemunho.

(Lucas 21:10-13)

Minha preocupação não é sobre quem está conspirando, mas sobre aqueles que não estão preparados para tempos difíceis; ou melhor perseguição. Mesmo agora, muitos estão profetizando, esperando e orando para que todos possamos voltar ao normal – e normal significa 30.000 no mercado de ações, economia forte e mega-igrejas cheias.

Mas é isso que Deus quer? Certamente, se estamos nos últimos dias, não é isso que vai acontecer – talvez por uma temporada, até a próxima “dor de parto”. Estou muito menos preocupado com a palavra ou visão profética de alguém do que com a inabalável, 100% precisa, palavra de Deus que fala de uma época de sofrimento cataclísmico antes do retorno de Jesus.

Mas nós queremos nosso normal de volta. Conversei com um pastor de uma mega-igreja no outro dia, mas ele me disse que todos os seus colegas de pastorado de mega-igrejas estão dizendo: “Não se preocupe … tudo voltará ao normal em breve”. Ou talvez Deus esteja fazendo o que ele disse em Sua Palavra? Hebreus 12: 26-27 nos diz que Ele abalará tudo o que pode ser abalado, de modo que somente o que é inabalável permaneça.

Vejo um momento em breve em que Deus derrubará algumas de nossas estruturas ministeriais. Não me isento – pois só Deus conhece meu coração e meus motivos, meus medos e ciúmes. Deixe tudo desmoronar! Imagino que alguns pastores entrem em pânico por perderem suas plataformas. Tenha cuidado com aqueles que lhe dizem que a chave para parar a praga, é um presente para o ministério deles. Dar é super importante, especialmente em tempos de fome ou praga, mas o povo de Deus tem sido frequentemente manipulado por pregadores milionários. Eu continuo vendo no meu espírito andaimes e estruturas que foram feitas pelo homem, e uma bola de demolição / terremoto derrubando todos eles. Então surge algo mais bonito – a ecclesia, o povo de Deus – em seu lugar. Será que Deus não está apenas drenando o pântano na política, mas também no ministério? O julgamento não começa com a casa de Deus? (1 Ped. 4:17)

FONTE: Ron Cantor

Palavra Profética sobre o poder do Sangue de Jesus diante dos vírus que estão atacando a terra.

Bob Jones, um profeta de Deus dos Estados Unidos, entregou uma palavra profética em Fevereiro de 2013, sobre os vírus que estariam vindo e como poderíamos enfrentá-los. Aqui está o texto que traduzi do Site “Elijah-list, um site profético cristão.

Bob teve uma visão com uma espada de luz e poder; o poder dela era como poder do urânio. Era tão poderoso que nada na Terra podia suportar seu poder. Ele viu a espada pendurada em uma parede vermelha como sangue numa sala quadrada; o outro lado da sala era verde. Foi dito a Bob que era hora dessa espada ser liberada e que só poderia ser liberada pela sala vermelha onde estava pendurada. A sala vermelho-sangue representa o Sangue de Jesus Cristo que a Igreja não prega mais.

O Sangue de Jesus Cristo nos purifica de toda injustiça e contém todo poder sobre o inimigo. A parede verde representa professores inspirados. Esses professores vão começar a ensinar sobre o Sangue de Jesus Cristo e como não há nada mais poderoso em toda a terra do que o Sangue de Jesus.

É hora de pleitear o sangue de Jesus – sobre todos os vírus que estão chegando e os espíritos da morte

É hora de voltarmos a ensinar sobre o Sangue e a implorar o Sangue de Jesus sobre nossas vidas; especialmente sobre os vírus que estão chegando. Esses vírus só podem ser eliminados pelo sangue de Jesus. Está na hora de implorarmos o Sangue por nossas casas, porque o inimigo não pode entrar através do Sangue. Quando o sangue está nos lintéis de nossas casas, nenhum desses espíritos da morte pode invadir. O espírito da morte passou pelas casas de todos os que aplicaram o sangue na porta da porta na noite em que veio matar todos os primogênitos no Egito.

“E eles tomarão um pouco do sangue e o colocarão nos dois batentes da porta e no lintel das casas onde o comem …

“Agora o sangue será um sinal para você nas casas onde você está. E quando eu vir o sangue, passarei sobre você; e a praga não cairá sobre você para destruí-lo quando eu atingir a terra do Egito.” (Êxodo 12: 7, 13)

O significado de “serpentes e escorpiões”

“Eis que te dei autoridade e poder para pisar em serpentes e escorpiões, e [força e habilidade física e mental] sobre todo o poder que o inimigo [possui]; e nada poderá prejudicá-lo”. (Lucas 10:19)

As escrituras falam claramente sobre o Senhor nos dando autoridade sobre serpentes e escorpiões. Essa autoridade é o Sangue de Jesus Cristo.

Muitos anos atrás, oramos sobre o significado da serpente e do escorpião. Descobrimos que quando a serpente ataca em você, representa a morte chegando para assaltá-lo. No entanto, quando o escorpião o atinge, isso pode significar que uma doença grave está tentando cair sobre você. (Existe uma solução e sua autoridade na oração usando o Sangue de Jesus.)

Recentemente, vi duas pragas vindo para as nações globais, especialmente os Estados Unidos. Uma praga era a gripe, enquanto a outra era como a gripe na natureza. Lembre-se de que esta doença grave como a gripe é representada pelo escorpião. Assim, a serpente tem matado através da gripe, enquanto os resultados da gripe semelhante ao escorpião são doenças graves que podem matá-lo. Aplicando o Sangue de Jesus, tomamos autoridade sobre essas pragas e as fazemos morrer.

“E eles o venceram pelo Sangue do Cordeiro e pela palavra de seu testemunho, e não amaram suas vidas até a morte.” (Apocalipse 12:11)

Procura-se: Instrutores Inspirados pelo Sangue de Cristo

Precisamos de instrutores inspirados para trazer entendimento sobre a vantagem de aplicar o Sangue sobre nossas vidas. Muitas vezes, a doença entra através do pecado impenitente em nossas vidas. Cada vez que o Espírito Santo nos convence do pecado, precisamos nos arrepender e colocá-lo sob o Sangue de Jesus. Então não se levantará contra nós e terá um efeito em nossas vidas. O Senhor já nos deu toda autoridade e essa autoridade só pode ser trabalhada através do Sangue de Jesus.

Há muitos cristãos antigos morrendo agora que tinham esse entendimento do Sangue, e muitos jovens estão assumindo a autoridade, mas eles não têm entendimento sobre o poder total do Sangue. É o Sangue de Jesus Cristo que ressuscita os mortos, cura os enfermos, limpa o leproso e lança Satanás para fora da Igreja.

“Cure os enfermos, ressuscite os mortos, limpe os que têm hanseníase, expulse demônios. De graça você recebeu; doe livremente”. (Mateus 10: 8)

Precisamos voltar a Mateus 10: 8 e começar a levantar discípulos porque é hora da colheita. Alguns dos melhores trabalhadores estão sendo retirados por essas pragas. É hora do Corpo de Cristo e os intercessores se levantarem e tomarem autoridade sobre essas pragas, para que possamos continuar com a colheita.

Espada de Poder

Antes de Cristo vir, os sacerdotes levaram o sangue ao lugar santo e puderam morar lá. Uma vez por ano, eles levavam o sangue ao santo dos santos para o propiciatório (Levítico 16: 2). Jesus levou o sangue ao propiciatório de uma vez por todas. Então Ele rasgou o véu de cima para baixo, dando a cada crente acesso total para entrar.


“Essa esperança temos como âncora da alma, segura e firme, e que entra na presença por trás do véu.” (Hebreus 6:19)

A espada está pendurada na parede vermelha que representa o Sangue de Jesus Cristo e toda a autoridade que foi dada à Igreja. Agora é hora de divulgar essas verdades novamente através de professores inspirados. Essa espada poderosa é a revelação que está no coração do Pai, e Ele deseja liberá-la para o Corpo de Cristo.

Ele está nos dando os nomes de muitos desses vírus e pragas, para que possamos entrar em acordo com o Pai e assumir autoridade sobre eles – autoridade para fazer com que esses vírus e pragas parem de repente.

Medite nas palavras desta música e deixe-as saturar seu próprio ser; somente o sangue de Jesus o libertará.

Pelo mundo brilha a luz
Desde que morreu Jesus
Pendurado lá na cruz do Calvário!
Os pecados carregou
E de culpa nos livrou
Com o sangue que manou, no Calvário!

Pelo sangue, pelo sangue
Somos redimidos, sim
Pelo sangue carmesim
Pelo sangue, pelo sangue
Pelo sangue de Jesus, no Calvário!

Antes, tinha mui temor
Mas, agora, tenho amor
Pois compreendo o valor do Calvário
Eu vivi na perdição
Mas achei a salvação
Pela grande redenção: O Calvário!

Pelo sangue, pelo sangue
Somos redimidos, sim
Pelo sangue carmesim
Pelo sangue, pelo sangue
Pelo sangue de Jesus, no Calvário!

És um grande pecador?
Eis aqui Teu Salvador!
Tema do bom pregador: O Calvário
O Cordeiro divinal
Padeceu na cruz teu mal
E oferece graça tal, no Calvário

Pelo sangue, pelo sangue
Somos redimidos, sim
Pelo sangue carmesim
Pelo sangue, pelo sangue
Pelo sangue de Jesus, no Calvário!

Oração em Duas Palavras pelo Avivamento

Oração em Duas Palavras pelo Avivamento

Eu encontrei uma oração incrível em duas palavras que tem o potencial de trazer um avivamento nacional.

Quando uma nação está à beira de um grande avivamento, há um nível de sucesso nas congregações e ministérios. O número de pessoas está crescendo. Mais ofertas estão chegando. Os líderes espirituais estão se tornando conhecidos, influentes e, às vezes, até mesmo ricos e famosos.

Esse nível de bênção dá à Eclésia as ferramentas que podem causar uma transformação nacional. Esta é uma etapa necessária, como uma mulher que completou a sua gravidez. No entanto, o próprio sucesso em si contém os obstáculos que podem ao mesmo tempo impedir e até interromper o crescimento do reino de Deus.

As bênçãos de Deus trazem consigo a tentação inerente de se afastar de Deus para se concentrar nas bênçãos. As pessoas podem se tornar preguiçosas, carnais, focadas apenas em entretenimento, gananciosas, orgulhosas e rebeldes. Moisés se referiu a essa síndrome assim: “Yeshurun (Jesurum) engordou e deu coices”– וישמן ישורון ויבעט – Dt 32.15.

A tentação do mundanismo é perigosa para qualquer ser humano. No entanto, existem duas ameaças que são particularmente perigosas para os líderes espirituais: a INVEJA e a COMPETIÇÃO.

Filipenses 1.15 (NAA)

É verdade que alguns proclamam Cristo por inveja e rivalidade, mas outros o fazem de boa vontade.

Os líderes espirituais podem tentar superar um ao outro. Em vez de trabalharem juntos para trazer um avivamento a toda a nação, começam a agir para derrotar o outro. Em vez de buscar um novo território e novas pessoas para alcançar em favor do reino de Deus, tornam-se defensivos para proteger seus próprios recursos e realizações.

Inveja e competição levam os líderes a falar um do outro negativamente; criticando os outros para obterem uma imagem melhor em comparação. Em essência, eles involuntariamente começam a se amaldiçoar sob o disfarce de “discernimento espiritual” e para “advertir o rebanho”. Isso traz divisão e destruição para o povo de Deus.

Quando Paulo escreveu isso, estava na prisão. Todo o trabalho que ele havia realizado estava sendo apropriado por outros (alguns com boas intenções e outros não). Alguns estavam ficando famosos e falando mal dele. Ele estava sozinho e sofrendo. No entanto, ao invés de olhar para o problema, ele escolheu enxergar uma bênção nisto.

Fp 1.18

Todavia, que importa? Uma vez que Cristo, de qualquer modo, está sendo pregado, quer por pretexto, quer por verdade, também com isto me regozijo, sim, sempre me regozijarei.

Aí está, a oração de duas palavras que pode trazer um avivamento nacional: “E DAÍ”? “QUE IMPORTA?” Se todos os líderes ignorassem sentimentos de inveja e competição entre si, e apenas se alegrassem com o fato de o trabalho de outra pessoa crescer e afetar a muitos, todo o reino de Deus daria um salto para a frente.

Esta é uma purificação necessária de coração para todo líder espiritual. Paulo lidou com isso em relação a Apolo (1 Coríntios 3). Pedro teve que lidar com isso em relação a João (Yeshua desafiou Pedro a não se comparar a João, mesmo se Yeshua pedisse para Pedro ser crucificado e João fosse viver para sempre – João 21).

Eu já vi esse desafio em quase todos os países onde a obra de Deus cresce e é abençoada – EUA, Extremo Oriente, África, Brasil, Europa e certamente aqui em Israel. Parece intransponível, mas pela graça de Deus pode ser superado. Deixemos de lado toda inveja e competição. Oremos para que o trabalho dos outros grupos seja ainda mais bem-sucedido. Que nos enxerguemos como uma família de fé, mesmo sendo totalmente diferentes um do outro.

Parece que alguém está crescendo mais do que você? E daí? Contanto que mais pessoas sejam alcançadas pelo amor de Deus, isso é ótimo! Alguém está recebendo crédito por algo que você fez? Alguém está trabalhando movido por uma ambição egoísta? E daí? Deixemos de lado todas as comparações. Quando alguém é abençoado, todos somos abençoados. Somos uma família.

Vamos fazer esta grande oração de duas palavras em favor de vitória sobre competição e inveja. “E DAÍ?” E que comece o avivamento!

Por Asher Intrater (REVIVE ISRAEL)

Socorro!

Eu estou feliz por não conseguir me lembrar muitas das circunstâncias, mas eu ainda me lembro de que alguns anos atrás, eu estava tão perturbado com muitas coisas, que por toda a noite eu continuava clamando a Deus, “Socorro!”

No entanto, nunca cheguei na sala do trono! Durante toda a noite, meus pensamentos estavam em mim, meus problemas e minhas necessidades.

Nós não “entramos por suas portas,” clamando, “Socorro!” Nós nem sequer entramos por suas portas confessando nossos pecados. Aliás, nós nem sequer sabemos que pecados confessar até chegarmos diante d’Ele.

Entramos suas portas com ação de graças e louvor (cf. Sl. 100). Isto pode ser difícil no começo, mas então nós começamos a entrar na glória de Quem Deus é, o que Jesus fez por nós, o trabalho de Seu Espírito em nossas vidas, e ficamos perdidos num mar de esperança e confiança. Estamos novamente cientes de Sua bondade, Sua misericórdia, Seu amor, e Seu perdão.

Por exemplo, talvez ao dirigir para trabalhar todas as manhãs, ou quando apenas despertando e prestes a sair da cama, você diz  coisas ao Senhor pelo o qual você é grato: “Senhor, muito obrigado pelo dia ensolarado de ontem”, ou “Senhor, eu realmente gostei de poder almoçar junto com os meus amigos. Obrigado por me permitir conectar me com eles.” Mesmo as menores coisas do dia a dia que entram e saem de nossas vidas (seja eventos, pessoas ou natureza)  vale a pena darmos graças ao Senhor.

Quaisquer que sejam nossas circunstâncias, por mais grave que seja nossas necessidades, vamos olhar para longe de nós mesmos e olhar para Ele. Em gratidão! E louvor! O melhor ainda está à frente! Para todos nós que somos seus seguidores!

Texto de Don Finto / Tradução – Mary Kern                                          homem-orando

O Espírito e a noiva dizem: Vem!

Fiz essa foto em junho do ano passado, quando participamos da marcha pra Jesus em Estrasburgo, França.

A marcha terminou com um tempo de adoração bem do lado da catedral da cidade. Quando estávamos adorando, de repente, saiu de dentro da igreja um casal de noivos…foi algo muito lindo. E não sei exatamente porque, sempre quando vejo essa foto me lembro desta palavra que está no último capítulo da Bíblia:

“O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouvir, diga: Vem! Aquele que tiver sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida.”

Texto Bíblico: Apocalipse 22:17

P1060110

 

Purê de Batatas

O Pai ama Purê de Batatas  (Bob jones) Pure de batatas

Estamos chegando a um momento de quarenta anos no espírito. Em 1974, o Pai me disse que Ele ama purê de batatas e que é isso o que Ele quer de todos nós. É o desejo d’Ele que todos se unam em unidade como um corpo.

Então, quando as grandes obras começarem a acontecer, nenhuma pessoa vai receber o crédito. Será corporativo porque seu corpo de crentes vai funcionar  sob a liderança do Espírito Santo e na manifestação do Seu poder. O Pai quer purê de batatas  onde o amor é revelado em um grupo remanescente , e esse amor sendo revelado  pra Ele, Seu Filho e o Espírito Santo.

Texto original:

We’re coming to a forty-year timing in the spirit. In 1974 the Father told me that He loves mashed potatoes and that is what He wants out of all of us. He wanted all of us to come together in unity as one body. Then when the greater works come forth, no one person will get the credit. It will be corporate because His body of believers will function as one under the leadership of the Holy Spirit and in demonstration of His power. The Father wants mashed potatoes to where love is revealed in a remnant group and the love would be revealed for Him, His Son and the Holy Spirit.

 

PALAVRA PROFÉTICA PARA 2013

O ano de 2013 será um ano de lutas e testes. Mas haverá libertação e muita alegria pra aqueles que estão atados, amarrados ao amado de nossas almas: O Senhor Jesus Cristo!

O capítulo  13  de João, é uma chave pra nossa vitória em 2013. Transcrevo abaixo parte do capítulo, dos versos 1 ao 17:

13  “Antes da festa da páscoa, sabendo Jesus que era chegada a sua hora de passar deste mundo para o Pai, e havendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.

2 Enquanto ceavam, tendo já o Diabo posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, que o traísse,

3 Jesus, sabendo que o Pai lhe entregara tudo nas mãos, e que viera de Deus e para Deus voltava,

4 levantou-se da ceia, tirou o manto e, tomando uma toalha, cingiu-se.

5 Depois deitou água na bacia e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido.

6 Chegou, pois, a Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, lavas-me os pés a mim?

7 Respondeu-lhe Jesus: O que eu faço, tu não o sabes agora; mas depois o entenderás.

8 Tornou-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Replicou-lhe Jesus: Se eu não te lavar, não tens parte comigo.

9 Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não somente os meus pés, mas também as mãos e a cabeça.

10 Respondeu-lhe Jesus: Aquele que se banhou não necessita de lavar senão os pés, pois no mais está todo limpo; e vós estais limpos, mas não todos.

11 Pois ele sabia quem o estava traindo; por isso disse: Nem todos estais limpos.

12 Ora, depois de lhes ter lavado os pés, tomou o manto, tornou a reclinar-se ã mesa e perguntou-lhes: Entendeis o que vos tenho feito?

13 Vós me chamais Mestre e Senhor; e dizeis bem, porque eu o sou.

14 Ora, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns aos outros.

15 Porque eu vos dei exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também.

16 Em verdade, em verdade vos digo: Não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado maior do que aquele que o enviou.

17 Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes.


Senhor Jesus, ensina-nos a seguir o teu exemplo de servico e humildade!

Ajuda-nos a tomar o teu jugo, e seguir o teu exemplo em cada novo dia deste ano…Amém!!!

Publicado em Espírito Santo, Palavra profética

LÂMPADAS COM ÓLEO: Uma Palavra Profética

Na semana de Pentecostes, participamos de um acampamento de crianças, aqui no sul da Alemanha.
Exatamente no penúltimo dia, minha esposa e eu estávamos sentados numa mesa com seis meninas (idade entre 9-12 anos).
Enquanto conversávamos, descobrimos que das seis, cinco completaram aniversário no mesmo dia: 25.04. Senti em meu espírito que isto não era apenas coincidência e entendi que o Senhor estava querendo nos comunicar algo através disto.
Tive a direção de ler o Salmo 25 v.4, que diz: “Mostra-me Senhor os teus caminhos. Ensina-me as tuas veredas.”
E me veio um segundo verso: Mateus 25:4, que diz: “no entanto, as prudentes, além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas.”

Em Mateus 25:1-30, Jesus nos ensinou duas parábolas que mostram como um líder deveria viver nos últimos tempos. A primeira parábola sobre as virgens prudentes e as tolas, fala de líderes que através do Espírito cultivam intimidade com Jesus, o noivo (Vs. 1-13). A segunda parábola (Vs. 14-30) nos ensina sobre a importância de sermos fiéis em nossas tarefas, especialmente quando a mesma é pequena e difícil.

Cada uma daquelas virgens tinham lâmpadas, o que fala de um ministério que trouxe a luz de Deus para os outros.
As loucas tomaram suas lâmpadas, mas não adquiriram óleo, o que significa que tinham o ministério como prioridade ao invés de buscar o óleo da intimidade com o Noivo. As sábias, no entanto, além das lâmpadas levaram óleo em suas vasilhas.

O “óleo da intimidade” fala de nossa relacionamento pessoal com o Espírito Santo, Ele que amolece nossos corações e nos leva a experimentar mais do amor de Deus, pelo aumento de nossa revelação de Jesus, zelo pela justiça e identidade espiritual (revelação de quem somos como filhos de Deus diante do Pai, e noiva de Jesus, o Filho).

As tolas reconheceram seu erro em negligenciar o óleo. Prontidão espiritual não é algo transferível.  O Senhor Jesus nos aconselha a desenvolver uma conexão de nosso coração com o Espírito e Jesus, nosso Deus e Noivo, o que irá nos preparar para o que está  por vir nos próximos dias, meses e anos…

Por Martin Kern (com interpretação extraída de uma pregação do Pr. Mike Bickle-Ihop/Kansas City)