A grandeza e a humildade de Deus: uma combinação perfeita.

Quem é como o Senhor, nosso Deus, que habita nas alturas; que se curva para ver o que está nos céus e na terra; que do pó levanta o pequeno e, do monturo, ergue o necessitado, para o fazer assentar com os príncipes, sim, com os príncipes do seu povo; que faz com que a mulher estéril habite em família e seja alegre mãe de filhos? Louvai ao Senhor!

Existem dois aspectos da natureza de Deus que parecem tão diferentes e, no entanto, estão tão lindamente combinados Nele. O primeiro é Sua grandeza elevada: Ele está sentado no trono muito acima da terra. A outra é Sua terna compaixão e preocupação pelos pobres e necessitados. O mesmo que está sentado no trono levanta os pobres do pó. Ele levanta o necessitado do monte de cinzas. Ele os acomoda com príncipes. E Ele também se preocupa com a mulher estéril. Ele a instala em um lar, uma feliz mãe de filhos.

Muitas vezes pensamos em Deus como uma pessoa severa e incrível. É verdade, Ele é, mas há outro lado de Seu caráter: Ele é tão terno e compassivo, tão generoso. Ele se rebaixa ao mais baixo e ama exaltá-los a uma posição ao lado de Si mesmo.

Portanto, não desanime se você parecer pobre ou insignificante ou se houver uma necessidade profunda em sua vida. Lembre-se da terna misericórdia e compaixão de Deus. Ele é totalmente acessível àqueles que o buscam com todo o coração.

Deus se importa com cada detalhe de sua vida, até mesmo com o quem você irá se encontrar hoje ou o que você irá comer.

Medite nessas verdades pois elas são bálsamo pra nossa alma e refrigério pra nossa mente.

Vinte versos bíblicos sobre a misericórdia de Deus

Deus se agrada de quando nós nos lembramos de seus atributos e das promessas em sua palavra. Foi pensando nisso que organizei uma lista de 20 versos bíblicos sobre a Misericórdia de Deus. Num momento de incerteza e angústia em face do avanço do Covid19 vamos clamar e proclamar a misericórdia de Deus. 

20 versos Bíblicos sobre misericórdia de Deus    ⇓ ⇓ ⇓

“…o SENHOR faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti;” (Nm. 6:25)

Saberás, pois, que o Senhor, teu Deus, é Deus, o Deus fiel, que guarda o concerto e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos; (Dt. 7:9)

Mas, pela tua grande misericórdia, não os destruíste nem desamparaste; porque és um Deus clemente e misericordioso. (Ne. 9:31)

Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na Casa do Senhor por longos dias. (Sl. 23:6)

Não te lembres dos pecados da minha mocidade nem das minhas transgressões; mas, segundo a tua misericórdia, lembra-te de mim, por tua bondade, Senhor. (Sl. 25:7)

O ímpio tem muitas dores, mas aquele que confia no Senhor, a misericórdia o cercará. (Sl. 32:10)

Eis que os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia, (Sl. 33:18)

Tem misericórdia de mim, ó Deus, tem misericórdia de mim, porque a minha alma confia em ti; e à sombra das tuas asas me abrigo, até que passem as calamidades. (Salmos 57:1)

As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos; porque as suas misericórdias não têm fim. (Lm.3:22)

Pois, ainda que entristeça a alguém, usará de compaixão segundo a grandeza das suas misericórdias. (Lm. 3:32)

Ao Senhor, nosso Deus, pertence a misericórdia e o perdão; pois nos rebelamos contra ele.. (Daniel 9:9)

Inclina, ó Deus meu, os teus ouvidos e ouve; abre os teus olhos e olha para a nossa desolação e para a cidade que é chamada pelo teu nome, porque não lançamos as nossas súplicas perante a tua face fiados em nossas justiças, mas em tuas muitas misericórdias. (Daniel 9:18)

Semeai para vós em justiça, ceifai segundo a misericórdia; lavrai o campo de lavoura; porque é tempo de buscar o Senhor, até que venha, e chova a justiça sobre vós. (Oseias 10:12)

Ouvi, Senhor, a tua palavra e temi; aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos a notifica; na ira lembra-te da misericórdia. (Habacuque 3:2)

Felizes os misericordiosos, pois serão tratados com misericórdia. (Mt. 5:7 NVT)

E auxiliou a Israel, seu servo, recordando-se da sua misericórdia. (Lucas 1:54)

Assim, aproximemo-nos com toda confiança do trono da graça, onde receberemos misericórdia e encontraremos graça para nos ajudar quando for preciso. (Hb.4:16 NVT)

Porque o juízo será sem misericórdia sobre aquele que não fez misericórdia; e a misericórdia triunfa sobre o juízo. (Tiago 2:13)

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, (1 Pe. 1:3)

Vós que, em outro tempo, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia. (1 Pe.2:20)

Quem é Jesus? (3)

“Seria difícil pensar em uma única pessoa que afetou a história humana mais profundamente do que Jesus Nazaré. Isso por si só tornaria significativo o estudo dele ….. O espírito moderno da investigação histórica não pode ignorar a história de Jesus. Suas pegadas estão sobre todo o cenário ocidental literário, moral e social, e em cada continente. Quem afetou a história mais do que ele? Nenhum outro indivíduo se tornou um elemento tão proeminente da memória humana. Ele tem sido adorado como Senhor por cem gerações.                                                                                                     Através dos séculos Jesus foi relembrado em arquitetura, pintado em afrescos, incrustado em pedra por designers de mosaicos, recebe oração
de exércitos opostos, elogiados de maneiras conflitantes pelos poetas e interpretados de maneira diversa pelos filósofos. A história Ocidental  não seria a história ocidental sem ele. Seria estranhamente  não histórico se os historiadores acidentalmente o ignorassem ou decidissem estudar todos as figuras que esperassem ser quem mais afetou a história ocidental. Na verdade, é mais intrigante quando seu nome é cuidadosamente evitado nos textos de história do ensino médio. A luta intelectual e moral que
que se seguiu a sua vida penetrou em todos os cantos da história intelectual ocidental, psicologia, política e literatura. Não é possível alguém entender  a história humana sem perguntar quem é Cristo, o que ele fez e continua a fazer.

AUTOR:  Watchmen Nee, em seu livro “A vida cristã Normal”

By Sieger Koeder

Quem é Jesus? (2)

Jesus é SENHOR, digno de adoração e louvor!  A canção abaixo é uma das minhas prediletas, em que cantando posso expressar o meu amor e adoração a Ele!

Maravilhoso é Jesus
Da minha vida a luz
Pois me salvando, me perdoando
Para Sião me conduz

Maravilhoso, sim, maravilhoso!
É Cristo, pois salvou-me a mim!
Maravilhoso e mui glorioso
É Cristo, que vive em mim

Nunca podia saber
Qual é o grande prazer
Dum que perdido, arrependido                                                                                   A graça vem receber

Ele nas trevas me achou
Eternamente me amou
Vida abundante, gozo bastante
Tenho por quem me salvou

Cristo é tudo pra mim
Também será para ti
Vou caminhando, sempre O louvando
Pois Ele salvou-me a mim!

AUTOR: Frida Vingren

Autor: Sieger Koeder

Compartilhando os prazeres de Deus

Como é precioso o teu amor, ó Deus!
Os homens encontram
    refúgio à sombra das tuas asas.
 Eles se banqueteiam na fartura da tua casa;
tu lhes dás de beber do teu rio de delícias.                                                          (Salmos 36:7,8)

Essa, para mim, é a mais bela imagem da bondade de Deus. Antes de tudo, nos voltamos para Ele por nossa necessidade. Nós procuramos por Ele refúgio porque somos oprimidos, porque não podemos lidar com nossos problemas. Nos refugiamos na sombra de Suas asas, mas quando chegamos lá sob a sombra de Suas asas, descobrimos que Ele nos proporcionou muito mais do que mero refúgio. Ele deu um banquete. Ele forneceu abundância. Nós nos banqueteamos com a abundância de Sua casa, e não apenas isso, e Ele nos dá para beber do rio das Suas delícias. Para mim, isso é impressionante! Deus não nos dá para beber de um rio de nossas próprias delícias, mas de Suas delícias. Ele compartilha conosco as coisas que O agradam. 

Veja, há tantas coisas que normalmente temos prazer que são prejudiciais. Por exemplo, adote a prática de fumar. Muitas pessoas sentem grande prazer em fumar, mas infelizmente todos sabemos hoje que é extremamente prejudicial. É uma causa potencial de câncer. A diferença com os prazeres de Deus é que eles nunca são prejudiciais, e Deus quer compartilhar conosco Seus prazeres. Ele quer nos dar a beber do rio dos Seus prazeres, e não apenas eles são agradáveis, mas também benéficos. Eles nunca são prejudiciais.

Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos se agradem dos meus caminhos.” (Provérbios 23:26)

Reflexões sobre a bondade de Deus (2)

A grandeza de Deus nos faz temer, mas Sua bondade nos anima a não ter medo dEle. Ser temente e não ter medo – eis o paradoxo da fé”. (Tozer)

Cresci ouvindo o meu pai contar histórias de sua vida. Algumas vezes me imaginava sendo parte das histórias e ficava quase sem fôlego em meio aos momentos de perigo, como o que aconteceu no dia em que ele foi atacado por índios no meio da floresta amazônica.

Com meu pai, o contador de histórias!

Hoje creio que foi a bondade de Deus que guardou a vida de meu pai, que naquela época tinha apenas 16 anos. Muitos outros na mesma situação acabaram morrendo com flechas envenenadas e certeiras!

Me considero uma mulher abençoado pelo fato de ter o meu pai ainda vivo até o presente momento. Deus é bom!!

Também creio que foi a bondade de Deus que guardou-me no ventre de minha mãe…na época ela tomava o medicamento “Talidomida” o qual causou o nascimento de muitas crianças com deformações em várias partes do mundo. Alguns anos mais tarde minha mãe ficou muito enferma ao ponto de pensarmos que ela iria morrer… eu era muito pequena mas o pouco que conhecia de Deus, foi o suficiente pra eu orar clamando a Ele que desse a ela mais anos de vida… e Ele na Sua infinita bondade ouviu minha oração!

Enfim, tudo isso me leva a concluir que nossa vida é fruto da bondade de Deus. Mesmo nas situações difíceis Ele continua sendo bom e misericordioso!

Obrigada, Eterno Deus, pela Tua infinita bondade!!

Concluo com uma declaração do salmista Davi sobre a  bondade de Deus:

“Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia.”  (Salmo 34:8)

Deus, nosso Pai

Embora o dia dos pais tenha sido ontem. Quero postar aqui este excelente texto que fala de Deus como nosso Pai. Boa leitura!


Imaginemos Deus e seus filhos numa grande casa. São todos adotados. Os “mais velhos” são os que estão na casa há mais tempo; os mais jovens, os recém-adotados. É de se imaginar que, numa casa onde o chefe da família é o “rei da prata e do ouro”, ninguém faça nada. Ou pelo menos não outra coisa além de gozar as delícias da vida. Mas não é assim.

Na casa de Deus Pai há muito esforço e movimentação constante. Os filhos mais velhos trabalham fora. São ministros, missionários, empregados em igrejas e entidades cristãs ou têm ocupações seculares. E, se há diversidade de trabalhos, o objetivo é um só: agradar o Pai. Os filhos sabem que um elogio do Pai é mais valioso que qualquer salário e pode até resultar em bênçãos que o trabalho não pode dar. E o Pai está atento. À noite, em torno da mesa, todos ouvem as considerações do Pai onisciente. Voltando-se para um dos mais velhos, corretor de imóveis, o Pai pergunta:

— Conseguiu vender o bangalô?

— Sim! — responde o filho, orgulhoso. — E pelo preço que eu estava pedindo. O comprador nem pechinchou!

— Mesmo sabendo dos cupins?

O filho fica vermelho, gagueja algo sobre “omitir sem mentir”, mas sabe que o Pai tem razão. Este, por sua vez, suspira desconsolado. Aquela não era a primeira vez, nem seria a última. Quem diria, o Pai todo-poderoso não é respeitado por todos os filhos!

— Você portou-se como um valente, hoje de manhã — disse, dirigindo-se a outro.

Era funcionário de uma grande empresa. Nesse dia, resistira às investidas de uma bela colega. Furiosa por ter sido rejeitada, a mulher passou o resto do dia espalhando comentários pouco lisonjeiros sobre a sua virilidade.

Outro filho, impaciente, reclama:

— Vou perder o ônibus, Pai! Você sabe como essa viagem é importante para mim. — Não entendia por que ele se demorava tanto a liberar alguém para levá-lo à rodoviária. O jovem já percebera que o Pai às vezes agia de modo estranho. Sem dar explicações, de repente negava pedidos os mais simples, cortava a mesada ou proibia uma simples ida ao supermercado. E agora, tinha certeza, ele estava agindo estranho de novo. Finalmente o carro foi liberado, e moço saiu voando pela porta.

Minutos depois, volta o filho da rodoviária.

— Perdi o ônibus! — grita, furioso, atirando a mala sobre um sofá. Depois entra no quarto, batendo a porta com violência.

O Pai nem se mexe. E ainda sorri, quando avista, do outro lado da sala, uma de suas filhas mais recentemente adotadas. Não larga o telefone, contando aos amigos sobre a nova vida. Mas aquela era uma conta que Ele pagava com prazer. Tem planos de enviá-la, mais tarde, ao campo missionário, e sabe que ela corresponderá.

Amanhece. O filho que perdera o ônibus no dia anterior cruza a sala. O Pai está sentado na poltrona e lhe estende o jornal:

— É este o seu ônibus?

O filho não reconhece o monte de metal retorcido que aparece numa grande foto. Só depois de ler dinamicamente a matéria responde, com voz sumida:

— É!

As Escrituras identificam Deus como Pai. E há um fato surpreendente. O Antigo Testamento menciona mais de mil vezes a palavra “pai”, porém apenas quinze se referem a Deus. Essa acepção parece ter se popularizado no tempo de Cristo e dos apóstolos, pois a encontramos mais de duzentas vezes no Novo Testamento. Assim, ter Deus como Pai seria uma prerrogativa da Igreja, nesta era também conhecida por Dispensação da Graça.

A família de Deus não é diferente da ilustração acima. Fomos adotados por Deus, e isso é um privilégio fantástico, um longo salto na hierarquia do Universo. Passamos de criaturas em desgraça a herdeiros do céu. Pode parecer estranho que a família de Deus abrigue filhos desobedientes, inconformados e insubmissos às regras da casa. Alguns até vão embora. Mas, nesse relacionamento, está fora de questão o julgar o Pai. Deus é perfeito e perfeito também o seu amor. Importa, sim, a espécie de filho que somos.

Tudo o que fazemos deve ser para a glória do Pai. Estamos constantemente diante dele, como numa reunião em volta da mesa. Nossos erros e acertos não lhe escapam. E Ele sempre tem para nós a palavra certa, a correção necessária ou a recompensa devida. Limitados, nem sempre somos capazes de entender seus propósitos ou seus métodos de educar, como o rapaz inconformado por perder a viagem, na analogia. Deus é um Pai que se alegra ou sente tristeza pelos filhos, conforme seja o comportamento destes. A qualidade do nosso relacionamento com o Pai, baseada em amor e obediência, é um fator determinante de nossa vida espiritual.

Fonte:  Blog (O balido): http://judsoncanto.wordpress.com

Quem é Jesus? (1)

sieger-koder

 

No final dos tempos haverá uma batalha pela verdade sobre Jesus. É sempre bom nos lembrarmos que o Espírito Santo foi enviado para glorificar e exaltar Jesus, guiando-nos em toda a verdade sobre Ele (João 16: 13-14). Por isso precisamos buscar intimidade com Ele pra conhecermos tudo o que precisamos conhecer sobre Jesus.

Na Bíblia somos advertidos pelo apóstolo Paulo de que no final dos tempos, alguns crentes iriam voltar sua  atenção às doutrinas que mentem sobre a pessoa de Jesus.

“Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, alguns se afastarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios,  pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência”. (1 Tim. 4:1-2)

Três verdades sobre Jesus que ofendem os humanistas incluem, primeiramente, Sua divindade; Assim, Seu direito de estabelecer padrões absolutos pelos quais as nações são responsáveis perante Ele. Jesus não é tolerante e aceita a visão de todos sobre justiça e amor. Segundo, que a única maneira de salvação é através de Jesus. Terceiro, que Ele possui a sabedoria e o amor para julgar o pecado no tempo e na eternidade.


A poucos dias percebi que não tinha ainda escrito muito sobre a pessoa de Jesus Cristo. Decidi então escrever alguns artigos sobre Jesus, aquele que é Senhor e Rei da minha vida; tendo a esperança de que minhas pequenas sementes irão gerar frutos eternos!                Este é o primeiro destas sementes.

 

 

Publicado em Atributos de Deus

A Fidelidade de Deus – alimento pra alma faminta

Início de ano é tempo de retrospectivas sobre o que ocorreu no ano anterior, tanto em nossas vidas, quanto no mundo ao nosso redor.
É tempo propício pra refletirmos sobre a fidelidade de Deus, apesar de que é sempre encorajador meditarmos sobre a fidelidade de Deus em qualquer período do ano.

P1070705
Porque o SENHOR é bom, a sua misericórdia dura para sempre, e, de geração em geração a sua fidelidade. (Salmo 100:5)

Tenho adquirido o hábito de repetir várias vezes no dia, “o Senhor é bom e sua misericórdia dura para sempre”. Creio que é importante reconhecermos aquilo que Deus é, isso ajuda na transformação de nossa mente.
É de Tozer esta linda frase:  “A fidelidade de Deus é um dado básico da teologia, mas para o crente significa ainda mais: ultrapassa o entendimento e vem a ser alimento para a alma faminta”. Concordo plenamente, pois aqueles que estão famintos pela verdade terão sua fome saciada conhecendo o Deus que cumpre suas palavras e promessas.

Também de Tozer temos estas pérolas:

“As escrituras não só ensinam a verdade, mostram também a sua utilidade para os homens. Os autores inspirados eram homens de paixões semelhantes às nossas, vivendo no meio da vida, como nós. O que aprenderam a respeito de Deus transformou-se para eles em espada, escudo, martelo; tornou-se motivação de sua vida, sua boa esperança, e sua confiante expectativa. (…) Toda a nossa esperança de bênçãos futuras se apoia sobre a fidelidade de Deus. As suas alianças permanecem porque Ele é fiel e honrará as Suas promessas. Poderemos viver em paz e aguardar com segurança o futuro somente porque temos a certeza de que Ele é fiel.” (A.W.Tozer – Mais Perto de Deus)

Em em nosso relacionamento com Deus quantas vezes somos infiéis, não é mesmo?  Todavia  somos encorajados ao saber que mesmo quando somos infiéis Ele permanece fiel pois de maneira alguma pode negar-se a si mesmo…receber essa palavra e guarda-la no fundo do coração é como dirigir num túnel escuro e de repente ver a luz surgir no final deste túnel.2 Tim.2.13

Publicado em Atributos de Deus, Escrituras Sagradas

Caminhando pelas plantações e contemplando a Sabedoria do Eterno

P1090986
Uma pequena plantação de aveia

Morando numa área de plantações, temos observado nestes dias plantações de trigo e outros cereais ao nosso redor.  É lindo ver esse campos crescendo e amadurecendo bem diante de nossos olhos. Logo estarão prontos pra colheita.

Na Palavra de Deus encontramos muitos textos sobre plantações. Um destes nos foi entregue pelo profeta Isaías, a mais de dois mil anos.  É um daqueles textos que sempre que leio fico maravilhada, deslumbrada com a beleza das palavras que nos ensinam algo sobre a arte de plantar e colher. Mesmo com todo o crescimento tecnológico que encontra-se hoje a disposição dos agricultores, é importante lembrar que há uma sabedoria, conselho que deve ser sempre lembrada.  Vamos refletir com o texto abaixo 🙂

P1090863
Plantação de cevada ainda verde

P1090976
Plantação de cevada já madura

P1090878
Plantação de trigo numa manhã ensolarada

“Ouçam, escutem a minha voz;   prestem atenção, ouçam o que eu digo.
24 Quando o agricultor ara a terra
    para o plantio, só faz isso o tempo todo?
Só fica abrindo sulcos
    e gradeando o solo?
25 Depois de nivelado o solo,
    ele não semeia o endro e não espalha
    as sementes do cominho?
Não planta o trigo no lugar certo,
a cevada no terreno próprio
    e o trigo duro nas bordas?
26 O seu Deus o instrui
    e lhe ensina o caminho.
27 Não se debulha o endro com trilhadeira,
e sobre o cominho não se faz passar roda de carro;
tira-se o endro com vara,
e o cominho com um pedaço de pau.
28 É preciso moer o cereal para fazer pão;
    por isso ninguém o fica
    trilhando para sempre.
Fazem passar as rodas da trilhadeira
    sobre o trigo,                                            mas os seus cavalos não o trituram.
29 Isso tudo vem da parte
    do Senhor dos Exércitos,
maravilhoso em conselhos
    e magnífico em sabedoria”.  

(Isaías 28:23-29)


Todas as fotos foram feitas por nós, perto de onde moramos, aqui no sudoeste da Alemanha.