Você é uma pessoa grata?

Na carta do Apóstolo Paulo aos Filipenses somos exortados a fazer tudo sem murmurações. É claro, Isso nem sempre é fácil! Tem pessoas que murmuram tanto que até mesmo quando tudo vai bem elas não conseguem levantar as mãos e agradecer a Deus.

O murmurador é alguém que contamina os outros. Portanto, é uma virtude cultivarmos a gratidão mesmo no nosso dia-a-dia e nas mínimas coisas. Você nunca será grato por grandes coisas se não tiver aprendido a agradecer nas situações ordinárias e insignificantes da rotina diária.

Jesus curou dez leprosos, mas apenas um voltou pra agradecer. Isso nos leva a entender que a gratidão é uma virtude cultivada por poucos.

Por causa da murmuração Deus precisou destruir toda uma geração. Essa foi a geração que saiu do Egito, presenciaram todas as maravilhas operadas por Deus; ainda assim murmuraram.

A gratidão não é algo natural a nós. De certa maneira todos precisamos crescer em gratidão. Cada segundo de nossas vidas temos a oportunidade de louvar ou de murmurar. Essa é uma escolha que nós temos; a cada momento podemos escolher entre ser gratos ou murmuradores.

Por tudo deem graças a Deus, o Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.  (Efésios 5:20)

Um dos sinais de que estamos dentro da vontade de Deus é sermos agradecidos.

Portanto, deixemos a murmuração e abracemos a gratidão!

Termino esse Post com uma citação de Elie Wiesel, que foi um sobrevivente dos campos de concentração nazistas. Os horrores e o sofrimento que enfrentou é contado no livro “Night”. Ele escolheu ser um homem grato, ao invés de ficar lamuriando por todos os infortúnios que sofreu enquanto prisioneiro em Birkenau, na Polônia.

Para mim, cada hora é graça. E sinto gratidão em meu coração cada vez que posso encontrar alguém e olhar para o sorriso dele ou dela.

Elie Wiesel
Lindas flores do Brasil!