O arco-íris é o arco de Deus que sempre aparece nas nuvens depois da chuva, ele serve pra nos lembrar da aliança que Deus fez com Noé depois do dilúvio.

Toda vez que o arco-íris estiver nas nuvens, olharei para ele e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres vivos de todas as espécies que vivem na terra”.

(Gênesis 9:16)

É um símbolo divino e eterno. Portanto, não pode ser usado ao nosso bel-prazer. Infelizmente vivemos dias confusos e cheios de engano, por isso, entendi ser importante deixar aqui mais um post sobre o assunto.

Foi Deus quem criou a arco-íris com um propósito bem definido: selar um pacto, uma aliança de não mais destruir a terra por meio das águas (ver Gn. 9:15). Certamente, esse entendimento irá sempre gerar esperança no coração daqueles que amam a Deus.

O comentarista bíblico Matthew Henry nos apresenta sete pontos pra refletirmos sobre o significado do arco-íris e da aliança de Deus conosco:

1. O arco-íris aparece quando as nuvens estão mais dispostas a molhar, e volta depois da chuva; quando temos mais razões para temer que a chuva prevaleça, então Deus mostra este selo da promessa de que ela não prevalecerá. Assim, Deus demonstra nossos medos com os encorajamentos que são adequados e temperáveis.

2. Quanto mais espessa for a nuvem, mais brilhante será o arco na nuvem. Assim, como as aflições ameaçadoras abundam, as consolações encorajadoras abundam muito mais, 2 Cor. 1:5.

Pois, quanto mais sofrimento por Cristo suportarmos, mais encorajamento será derramado sobre nós por meio de Cristo.

3. O arco-íris aparece quando uma parte do céu é clara, o que nos faz lembrar a misericórdia no meio da ira; e as nuvens são cercadas como se fosse com o arco-íris, para que não se sobreponham aos céus, pois o arco é chuva colorida ou as bordas de uma nuvem dourada.

4. O arco-íris é o reflexo dos raios do sol, o que nos mostra que toda a glória e significância dos selos da aliança derivam de Cristo, Sol da justiça, que também é descrito com um arco-íris sobre o seu trono (Apoc. 4:3), e um arco-íris sobre a sua cabeça (Apoc. 10:1), o que revela, não só a sua majestade, mas também a sua mediação.

5. O arco-íris tem cores ardentes, para significar que embora Deus não venha inundar novamente o mundo com águas, no entanto, quando o mistério de Deus estiver terminado, o mundo será consumido pelo fogo.

6. Um arco enche de terror, mas este arco não tem corda nem seta, como o arco ordenado contra os perseguidores tem (Sl. 7:12, 13), e somente o arco fará pouca execução. É um arco, mas é dirigido para cima, não para a terra; pois os selos da aliança destinavam-se a confortar, não a aterrorizar.

7. Como Deus olha para o arco, e se lembra da aliança feita, assim devemos nós também olhar e ter sempre em memória essa aliança, com fé e gratidão.

Toda vez que o arco-íris estiver nas nuvens, olharei para ele e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres vivos de todas as espécies que vivem na terra”. (Gênesis 9:16)