Estou vendo o filme e resolvi compartilhar aqui, aproveitando que estamos perto do “Dia do professor”, dia 15 de outubro. Certamente, tanto a professora quanto a aluna são personagens fortes e marcantes. Mas a persistência e tenacidade de Anne Sullivan é o que mais tem me chamado a atenção no filme.

Mas afinal, quem foi Anne Sullivan?

Anne Sullivan foi professora e mentora de Helen Keller, uma criança de seis anos que tinha sido incapaz de comunicar-se depois de se tornar cega e surda desde os dois anos de idade. Contratada em desespero, com apenas 20 anos, e quase cega ela mesma, a Sullivan foi confiada a tarefa de  domar uma criança selvagem e confusa. Anne começou a funcionar um “milagre”. Menos de um mês depois de se reunir Helen, em abril de 1887, ela rompeu num momento atemporal, mantendo as mãos da criança de Helen sob a água que fluía de uma bomba. A partir desse instante, Helen aprendeu rapidamente a ler e, finalmente, a falar. Ela se tornou a primeira pessoa cega e surda a ganhar um grau de Bacharel em Artes (1904) nos Estados Unidos.

“O milagre de Anne Sullivan”, é o título do filme que conta essa interessante história:

E pra finalizar, deixo com vocês uma das frases que nos foi deixada por Helen Keller:

” O Caráter não pode ser desenvolvido na facilidade e tranquilidade. Somente através de experiências de provação e sofrimento pode a alma ser fortalecida, ambição inspirada, e o sucesso alcançado.”