Publicado em Disciplinas Espirituais, Oração

Oração, a ação fundamental diante da crise de nossos dias!

Oração é um de meus temas favoritos. É algo que tenho aprendido caminhando com outros cristãos que gostam de orar. Não é que seja algo fácil, mas com o passar do tempo tenho aprendido a ter prazer em gastar tempo orando. Jesus é nosso maior exemplo. Ele tinha uma vida de oração mesmo sendo o Filho de Deus. Só aqueles que dependem de Deus entendem a necessidade de orar, interceder, clamar a misericórdia de Deus!

Devido ao momento por que passa nossa nação, creio ser necessário entendermos que é muito melhor orar do que murmurar ou criticar nosso atual governo.
Eugene Peterson, relata muito bem nos lembrando que, a oração é a “ação fundamental”:


A ação fundamental
Oração é ato político, energia social, bem público. Ela molda a vida da nação muito mais que a legislação. O fato de não termos sido ainda dominados pela anarquia deve-se muito mais à oração do que à polícia. É um ato permanente e intrincado de patriotismo no sentido mais amplo da palavra – muito mais preciso, amoroso e protetor do que qualquer patriotismo declarado em slogans. A possibilidade de viver na sociedade e o renascimento da esperança se devem à oração e não à prosperidade empresarial ou ao florescimento das artes. O ato mais importante pra despertar toda saúde e força que há em nossa terra é a oração. É claro que este não é o único meio, pois Deus usa todas as coisas para realizar Sua vontade soberana, e “todas as coisas” inclui, com toda certeza, policiais, artistas, senadores, professores, terapeutas e operários. De toda a maneira, orar é a ação fundamental.

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis, batei e abrir-se-vos-á” (Mt.7:7)

Textos Bíblicos para Proclamação: 21 versos que irão gerar Esperança em tempos de crise

Eu, porém, confiarei no Senhor; esperarei no Deus da minha salvação. O meu Deus me ouvirá. (Miquéias 7:7)

E terás confiança, porque haverá esperança; olharás ao redor de ti e repousarás seguro. (Jó 11,18)

Espera tu pelo Senhor; anima-te, e fortalece o teu coração; espera, pois, pelo Senhor. (Salmos 27:14)

Esforçai-vos, e fortaleça-se o vosso coração, vós todos os que esperais no Senhor.” (Salmos 31:24)

Agora, pois, Senhor, que espero eu? a minha esperança está em ti. (Salmo 39:7)

Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a Ele que é o meu socorro, e o meu Deus. (Salmos 42:11)

Ó minha alma, espera silenciosa somente em Deus, porque dele vem a minha esperança. (Salmo 62:05)

Com tremendos feitos nos respondes em justiça, ó Deus, salvador nosso, esperança de todas os confins da terra, e dos mares longínquos; (Salmo 65:5)

Os que te temem me verão e se alegrarão, porque tenho esperado na tua palavra.” (Sl. 119:74)

Digo a mim mesmo: A minha porção é o Senhor; portanto, nele porei a minha esperança. O Senhor é bom para com aqueles cuja esperança está nele, para com aqueles que o buscam; (Lamentações 3:24 e 25 )


“…mas nós, porque somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação;” (1 Tess. 5:8)

Sede vós também pacientes; fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Senhor está próxima. (Tiago 5:8)

Porquanto, ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja vacas,  todavia, eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação. Jeová, o Senhor, é minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas.   (Habacuque 3:17-19 ARC)

Oro para que seu coração seja iluminado, a fim de que compreendam a esperança concedida àqueles que ele chamou e a rica e gloriosa herança que ele deu a seu povo santo. (Efésios 1:18)

Por causa de sua graça, nos declarou justos e nos deu a esperança de que herdaremos a vida eterna. (Tito 3:7 NVT)

Pois toda casa tem um construtor, mas Deus é o construtor de todas as coisas. Por certo, Moisés foi fiel como servo na casa de Deus, e seu trabalho ilustrou verdades que seriam mais tarde reveladas.  Mas Cristo, como Filho, é responsável por toda a casa de Deus; e nós somos a casa de Deus, se nos mantivermos corajosos e firmes em nossa esperança gloriosa. (Hebreus 3:4-6 NVT)

Um pôr do sol, das montanhas do Líbano…

Os Céus trovejaram Aleluia!

Meu amado Toviel,

Ele ressuscitou. Ele ressuscitou mesmo! Ó sobrinho, a eternidade não é muito curta para elogiá-lo?

O que podemos dar com a adoração não é páreo para o que ele merece. Pela honra devido ao nome dele, eu quebro minha música para escrever para você. Acabei de receber notícias dos movimentos do inimigo contra seu jovem. Preciso me apressar ao ponto prematuramente.

Lúcifer, tão covarde e astuto quanto ele, procura tirar o mundo da gloriosa ressurreição de nosso Mestre. Em suas mãos, o espetáculo incomparável, a detonação divina – de fato, o ponto de exclamação de toda a história – flutuariam em suas mentes como um complemento vago, alguma trivialidade brilhante, alguma irrelevância bonita. Ele aponta suas flechas para o coração.

Não precisamos nos perguntar por que: Deus quebrou suas mandíbulas com isso. Nosso Mestre, o pecado de seu povo e a morte viajaram juntos para o túmulo – somente nosso Senhor retornou. Ainda me lembro de ouvir os gritos e assobios tensos quando a luz brilhou na tumba vazia na terceira manhã. A zombaria de curta duração do diabo se transformou em horror. Sua voz outrora linda rosnou instruções sobre como eles deveriam encobri-lo. Enquanto demônios corriam, o céu trovejava: ALELUIA!

Ouça a tumba vazia

Naquele primeiro domingo da ressurreição, ele se apressou em pagar com tanta pena aos soldados que mentissem que os discípulos roubaram o corpo (Mateus 28: 12-15). Hoje, no entanto, seu truque de mãos assume formas mais sutis. Ele tenta distrair até os remidos do grande espetáculo, balançando um coelho e alguns ovos de chocolate diante deles.

É seu grande dever e deleite levar seu homem à tumba vazia e mostrar sua relevante importância. Três pontos para começar.


1. Perdão Comprovado

Seu homem é muitas vezes atingido pela tempestade e roubado da alegria sagrada, porque ele não considera a tumba vazia com relação ao seu pecado. Ó Toviel, mostre-lhe uma e outra vez – e não apenas na Páscoa – a maravilha da grande ascensão após a queda!

Lembre-o de que nosso Mestre não acabou de invadir sua própria criação, acampando como homem, mas mergulhou no fundo daquele abismo sombrio, sombrio e aparentemente sem fundo da ira justa de Deus para salvá-lo.

Cada passo da jornada de tirar o fôlego do nosso Mestre o aproximava desse mar revolto. Não podíamos acreditar. Quando chegou a hora, ele mergulhou – sozinho – assim como aqueles que permaneceram em terra entoaram: “Crucifique-o! Crucifique-o! Ele salvou outros; Ele não pode salvar a si mesmo ”(Mateus 27:42). (Mas, se o seu comando fosse suspenso, teríamos atravessado os portões e os silenciado.)

Mais abaixo ele foi.

Abaixo, abaixo, abaixo, em profundidades de escuridão desconhecidas para homens ou anjos. E no fundo, onde tudo é mais sombrio, só podíamos ouvi-lo gritar: “Meu Deus, meu Deus, por que você me abandonou?” – um lamento que nunca ouvimos antes ou depois. Quando ele deu um suspiro final, todo o céu ficou em silêncio.

Por três longos dias, as águas pararam. A criação prendeu a respiração. Seus discípulos choraram.

Mas na manhã do terceiro dia, ondulações rastejaram pela água. Do fundo invisível, ele se levantou. “Não era possível para ele ser detido pelas dores da morte!” (Atos 2:24). O céu entrou em erupção. Sepulturas abertas. Aquele que condenou o pecado na carne foi declarado o Filho de Deus em poder! O Cordeiro que levou os pecados dos homens – mais longe que o leste é do oeste – retornou.

Isso significa tudo. Se o Salvador deles tivesse permanecido engolido na sepultura, onde eles procurariam saber que estava terminado? A ressurreição é indispensável para a confiança adequada no perdão. “Se Cristo não ressuscitou, sua fé é inútil e você ainda está em seus pecados” (1 Coríntios 15:17). Mas Cristo foi ressuscitado – por sua justificação (Romanos 4:25).

Quando Satanás envergonha seu homem, apontando seu pecado, aponte-o para o túmulo vazio, perguntando: “Quem deve condenar? Cristo Jesus foi quem morreu – mais do que isso, quem foi ressuscitado – quem está à direita de Deus, que realmente intercede por você ”(Romanos 8:34). Mostre a Tomé que duvida das cicatrizes de Cristo, pregando sobre o pecado perdoado!


2. Presença garantida

O que aquela gloriosa manhã de domingo significa para as manhãs sem brilho e cansativas de segunda-feira? Tudo. Sua ressurreição dos mortos significa que Ele está com eles.
Os filhos de Deus muitas vezes esquecem que o irmão mais velho vive. Eles o vêem ativo em seu passado e, pela fé, vê-lo habitando o futuro deles, mas estranhamente, o momento a momento é o único lugar em que ele não está. Eles raramente o vêem, como o Senhor ressuscitado enfatiza, não apenas como quem foi e quem será – mas como quem é (Apocalipse 1: 8). Quão? Porque ele ressuscitou.

Autor: Greg Morse (Desiring God)

https://www.desiringgod.org

Quando você entender em termos médicos, você valorizará o sacrifício, o sofrimento e a morte de Cristo

Mary's Blog

 

Quando você entender em termos médicos, você valorizará o sacrifício, o sofrimento e a morte de Cristo.
(Por Paul Strand)

Todos os cristãos sabem que Cristo morreu por eles na cruz. Mas um médico aqui em Indianápolis que estudou a crucificação por uma década diz que até você entender o que Jesus passou em termos médicos, é difícil valorizar plenamente o quanto Ele sofreu para pagar pelos pecados da humanidade.
“Era a pior forma de morte imaginável,” disse Joseph Bergeron, autor do livro A Crucificação de Jesus. “E os romanos a usavam há três séculos na época em que Jesus apareceu, então estava bem aperfeiçoada.”

Médico descarta sufocação
Bergeron disse ao noticiário da Rede de Televisão Cristã dos EUA: “Na maioria das vezes na Páscoa ouvimos pregações sobre como Jesus sufocou enquanto estava na cruz.”
No entanto, o médico diz que o sufocamento não combina com os relatos dos…

Ver o post original 895 mais palavras

Por que você não deve ter medo de conspirações, mas se concentrar nisso…

Qual é a resposta dos cristãos na China ao fato de seu governo conspirar contra eles diariamente? Pregar o evangelho. Ganhe o maior número de pessoas possível. Qual foi a resposta de Paulo à perseguição de crentes por Roma? Pregar o evangelho. Qual foi a resposta dos apóstolos ao julgamento e assassinato ilegais de Yeshua? Pregar o evangelho. Ou quando foram presos e espancados (Atos 3-4)? Pregar o evangelho. Quais foram as últimas palavras de Yeshua? “Avisar as pessoas sobre Bill Gates?” Não, e me desculpe, eu não estou tentando ser fofo aqui, mas para fazer um ponto. Suas últimas palavras foram para todo o mundo e fazer discípulos. O que Paulo está fazendo em sua cela? Ele está preocupado com o imperador Nero? Não, ele continua a ministrar através de suas cartas.

Por que as nações conspiram

e os povos conspiram em vão?

Os reis da terra se levantam

e os governantes se unem

contra o Senhor e contra os seus ungidos (Sl 2: 1-2)

Salmo 2:1,2

O fato de certos poderes conspirarem contra Deus e seu povo não é novidade nem chocante. Foi profetizado há muito tempo. A questão é: estamos prontos?

Com demasiada frequência, receamos as nações em fúria e conspiradoras, mais do que Aquele que as criou. Quando nos preocupamos com as conspirações do homem, tornamos Deus muito pequeno. O maior de todos os maus atores que estão por vir não é o príncipe Charles, a OMS (não a banda), Bill Gates ou Dr. Fauci, mas o anticristo, e ele é um mero fantoche nas mãos de Deus. Por três anos e meio, esse homem poderoso será incapaz de tocar Jerusalém, pois as duas testemunhas, que sopram fogo e “atolam a terra com pragas quantas vezes quiserem”, o retêm enquanto proclamam Yeshua de a cidade velha de Jerusalém. Somente depois que eles se foram (para o céu), ele ataca a Cidade Santa (Zc 14: 1-2)

Apesar de todos os planos do homem, Deus seguirá o seu caminho. Ninguém vai enrolar/enganar Deus (com torres de célulares 5G ou vacinas falsas), mas pelo contrário – eles são seus servos, sabendo ou não. Durante os últimos sete anos antes de Yeshua voltar, eles terão grande dificuldade em implementar seus planos malignos em meio a pragas, terremotos e correntes de ar, enquanto os crentes gozam de proteção em grande parte disso, como os israelitas durante as pragas da Páscoa. Será um momento terrível no planeta Terra.

10 As nações levantar-se-ão umas contra as outras e reino contra reino. 11 E haverá grandes terramotos e fomes em muitos sítios e epidemias, e ver-se-ão grandes sinais vindos dos céus.

12 Mas, antes disto tudo, prender-vos-ão e perseguir-vos-ão. Levar-vos-ão às sinagogas e prisões e conduzir-vos-ão à presença de reis e governantes por causa do meu nome. 13 Isto servir-vos-á para darem testemunho.

(Lucas 21:10-13)

Minha preocupação não é sobre quem está conspirando, mas sobre aqueles que não estão preparados para tempos difíceis; ou melhor perseguição. Mesmo agora, muitos estão profetizando, esperando e orando para que todos possamos voltar ao normal – e normal significa 30.000 no mercado de ações, economia forte e mega-igrejas cheias.

Mas é isso que Deus quer? Certamente, se estamos nos últimos dias, não é isso que vai acontecer – talvez por uma temporada, até a próxima “dor de parto”. Estou muito menos preocupado com a palavra ou visão profética de alguém do que com a inabalável, 100% precisa, palavra de Deus que fala de uma época de sofrimento cataclísmico antes do retorno de Jesus.

Mas nós queremos nosso normal de volta. Conversei com um pastor de uma mega-igreja no outro dia, mas ele me disse que todos os seus colegas de pastorado de mega-igrejas estão dizendo: “Não se preocupe … tudo voltará ao normal em breve”. Ou talvez Deus esteja fazendo o que ele disse em Sua Palavra? Hebreus 12: 26-27 nos diz que Ele abalará tudo o que pode ser abalado, de modo que somente o que é inabalável permaneça.

Vejo um momento em breve em que Deus derrubará algumas de nossas estruturas ministeriais. Não me isento – pois só Deus conhece meu coração e meus motivos, meus medos e ciúmes. Deixe tudo desmoronar! Imagino que alguns pastores entrem em pânico por perderem suas plataformas. Tenha cuidado com aqueles que lhe dizem que a chave para parar a praga, é um presente para o ministério deles. Dar é super importante, especialmente em tempos de fome ou praga, mas o povo de Deus tem sido frequentemente manipulado por pregadores milionários. Eu continuo vendo no meu espírito andaimes e estruturas que foram feitas pelo homem, e uma bola de demolição / terremoto derrubando todos eles. Então surge algo mais bonito – a ecclesia, o povo de Deus – em seu lugar. Será que Deus não está apenas drenando o pântano na política, mas também no ministério? O julgamento não começa com a casa de Deus? (1 Ped. 4:17)

FONTE: Ron Cantor