E, vendo eles a estrela, alegraram-se muito com grande júbilo. E, entrando na casa, acharam o menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, lhe ofertaram dádivas: ouro, incenso e mirra.”  (Mateus 2:10,11)

Deus não é servido por mãos humanas como se precisasse de alguma coisa (Atos 17:25). Os presentes dos magos não são dados como assistência ou pra atender uma necessidade. Seria desonra a um monarca se os visitantes estrangeiros aparecessem com pacotes de cuidados reais.

Nem esses presentes são subornos. Deuteronômio 10:17 diz que Deus não aceita suborno. Bem, então o que eles querem dizer? Como eles adoram?

Presentes dados a pessoas ricas e auto-suficientes são ecos e intensificadores do desejo do doador de mostrar como a pessoa é maravilhosa. Em certo sentido, dar presentes a Cristo é como jejuar – ficar sem algo para mostrar que Cristo é mais valioso do que o que você está passando.

Quando você dá um presente a Cristo desse jeito, é uma maneira de dizer: “A alegria que eu busco (note Mateus 2:10! Quando eles viram a estrela, eles se alegraram muito com grande alegria”) – a alegria que eu busco não é a esperança de ficar rico barganhando contigo ou negociando algum pagamento. Eu não vim a você por suas coisas, mas por Ti mesmo. E esse desejo eu agora intensifico e demonstro dando as coisas, na esperança de desfrutar mais de você, não de coisas. Dando a você o que você não precisa, e o que eu poderia gostar, estou dizendo mais sincera e autenticamente: “Tu és meu tesouro, não essas coisas”.

Acho que é isso que significa adorar a Deus com presentes de ouro, incenso e mirra. Ou qualquer outra coisa que possamos pensar em dar a Deus.

Que Deus desperte em nós um desejo pelo próprio Cristo. Que possamos dizer de coração: “Senhor Jesus, você é o Messias, o Rei de Israel. Todas as nações virão e se curvarão diante de Ti. Deus comanda o mundo para que sejas adorado. Portanto, qualquer que seja a oposição que eu encontre, atribuo com alegria autoridade e dignidade a Ti, e trago meus presentes para dizer que só Tu podes satisfazer meu coração, não o agarrar-se a esses presentes ”.