Ontem, 09 de Maio, o estado de Israel celebrou mais um aniversário. Considerando a importância deste momento deixo aqui um artigo do autor Joel Rosenberg, postado ontem.

____________________________________

(Jerusalém, Israel) – O recém-reeleito premier de Israel fez uma proposta intrigante por ocasião do 71º aniversário do renascimento profético de Israel como uma nação soberana em 1948.

Enquanto participava do International Bible Quiz e defendia a importância de estudar e conhecer a Bíblia, “o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu anunciou … que uma Bíblia impressa seja levada à lua pela próxima espaçonave israelense a fazer a viagem.

“Falando no Questionário Bíblico Internacional para a Juventude, que acontece todos os anos no Dia da Independência, o primeiro-ministro prometeu enviar uma segunda espaçonave após a primeira, apelidada de ‘Beresheet’ (Gênesis), a qual colidiu com a superfície lunar em 11 de abril. complicações decorrentes de uma falha no giroscópio “, observou o Times de Israel.

“No mês passado, sentimos uma tremenda excitação: a espaçonave Beresheet estava a uma certa distância da lua”, disse Netanyahu em seu pronunciamento no evento Bible Quiz, em Jerusalém.

“Notando que a sonda carregava uma cópia digital da Bíblia, ele anunciou,” isso não é suficiente … Vamos mandar a espaçonave novamente, e é muito provável que ela carregue uma pequena Bíblia [impressa]. Quero que a Bíblia pouse na lua, porque está escrito [em Salmos 8: 4], ‘Quando eu vejo os teus céus, a obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que tu estabeleceste’. O Estado de Israel alcançará o lua.'”

Como Israel pode realmente ter um impacto profundo no mundo? Netanyahu perguntou.

“Como fazemos isso?”, Ele perguntou retoricamente. “Nós fazemos isso por iniciativa, determinação e ousadia – dados a nós pelo nosso espírito. E nosso espírito vem da Bíblia. Isso não é só palavras. Esse espírito vem da Bíblia, porque não há sentido para a enorme jornada que fizemos para retornar à nossa terra, ao nosso local de nascimento, se não tivéssemos levado conosco nossa fé, nossa tradição e nosso anseio pela pátria. ”

O Jerusalem Post relatou: “A competição é um evento anual realizado no Dia da Independência que reúne dezenas de jovens judeus entre as idades de 14 e 18 de todo o mundo para testar seus conhecimentos sobre a Bíblia. Os jovens passam duas semanas e meia em um “Acampamento Bíblico” no qual viajam a Israel, aprendem sobre sua história e se encontram com vários oficiais do governo, incluindo Netanyahu, que, como é tradicional, perguntam sobre os menores detalhes dos muitos eventos que acontecem na Bíblia Hebraica e são questionados sobre cada livro que ele contém. “

Fonte:https://flashtrafficblog.wordpress.com/author/joelcrosenberg/