Bem vindo ano 5779

O tradicional Ano Novo Judaico acabou de chegar. É chamado Rosh Hashanah em hebraico e Rosh Hashoneh em iídiche. Os filhos e filhas de Jacob mordiscam maçãs e mel enquanto esperam por um ano doce. As sinagogas registram seu maior comparecimento na medida os  Dias Sagrados ou os  Dias temíveis se aproximam. O Dia da Expiação (Yom Kippur ou Yom Hikippurim) se aproxima trazendo com ele a consciência do pecado na comunidade judaica.

As tradições, a liturgia e as comemorações profundamente emocionantes de Rosh Hashaná são uma parte importante da vida de muitos judeus. Até alguns crentes gentios em Yeshua amam as celebrações sazonais. Mas, como muitas celebrações piedosas em outras religiões, a Bíblia muitas vezes desempenha um papel secundário nas tradições dos homens.
 
A Bíblia hebraica nos diz que o Ano Novo judaico não está em Tishrei (que ele chama de sétimo mês), mas 14 dias antes da Páscoa, no primeiro mês da primavera (que é chamado de Aviv na Bíblia (Êxodo 12: 1-3; 13: 4).
 
O que hoje é chamado de Rosh Hashaná é, na verdade, o que a Bíblia chama de “a Festa das Trombetas” (ou a “Festa do Sopro” das trombetas). É a quinta festa no calendário bíblico (Levítico 23: 23-25). Ocorre no mês bíblico chamado Eitanim (que significa “os fortes” em hebraico – veja 1 Reis 8: 1-2).