Hebrom, Siquém e Monte Moriá

É significativo que as localizações de três transações cuidadosamente registradas nas escrituras, envolvendo a compra de terras por dois Patriarcas e o mais excelente rei de Israel, hoje abranjam a área mais disputada (física e espiritualmente) na Terra:

* Um campo e uma caverna em Hebrom (que Abraham comprou por 400 shekels de prata) ver Gênesis 23

* Uma parcela de terra em Siquém (hoje em dia Nablus) onde José seria enterrado (o qual Jacó comprou por 100 peças de prata de acordo com Josué 24:32).

* O topo do Monte Moriá, o qual se tornaria o Monte do Templo em Jerusalém (que Davi comprou por 50 siclos de prata) II Samuel 24:24; II Crônicas 3: 1

Atualmente, esses três locais compreendem o comprimento da chamada “Cisjordânia” sobre a qual um estado palestino muçulmano permanente está sendo exigido: ao norte, Samaria (Siquem / Nablus); No centro, Jerusalém (O Monte do Templo); Ao sul, Judeia (Hebron – a Caverna dos Patriarcas). Cada um desses locais foi legalmente adquirido por Hebreus nos tempos antigos, e todos se enquadram em uma área que Deus promete repetidamente dar como herança à semente física de Abraão, Isaac e Jacob para sempre.

(FONTE: Sarvis/ Jerusalém)

Hebrom de nossos dias