Na medida que vamos envelhecendo, cultivamos o hábito de lembrar datas e acontecimentos. Creio até que seja este um hábito saudável; pois como diz o profeta Jeremias, é bom trazer à memória o que nos pode dar esperança.

Alguns meses são lembrados de uma forma especial devido a momentos importantes em nossas vidas.  O mês de dezembro é um destes meses que nos provoca a memória, não é mesmo?

Bem, aqui vai, de uma forma resumida uma de minhas lembranças de dezembro, aliás, uma lembrança muito especial.

Foi no mês de dezembro que encontrei pela primeira vez o homem que Deus escolheu pra ser meu esposo.

Nos encontramos na Inglaterra, perto de Londres num lugar chamado Bulstrode.

p1100630
Bulstrode – Sede internacional da missão AMEM

Numa casa como esta, onde muitas pessoas se hospedam e com muitos voluntários, as refeições são feitas numa grande sala, ou seja, um refeitório. Foi num destes momentos, talvez num café da manhã, que tivemos oportunidade de trocar algumas palavras. Sendo este nosso primeiro contato.

O meu inglês ainda não era fluente, mas o suficiente pra dar informações básicas como: quem sou eu, de onde vim, para onde vou, etc… 🙂

Depois que prossegui viagem não tive mais contato com ele. Por estranho que pareça, não trocamos endereços, nem e-mails, aliás naquela época eu nem tinha começado a usar e-mail!

Foi mesmo providência divina que orquestrou nosso reencontro dois anos mais tarde…mas o resto da história contarei numa outra ocasião.

p1140152
No mercado central de Belo Horizonte, Brasil