Nomes de Deus no Livro de Apocalipse

Nomes de Deus mencionados livro de Apocalispse

Deus (100 vezes): Ap. 1:1, 2, 6, 9; 2:7, 18; 3:1, 2, 12 (4x), 14; 4:5, 8; 5:6, 9, 10; 6:9; 7:2, 3, 10, 11, 12, 15, 17; 8:2, 4; 9:4, 13; 10:7; 11:1, 4, 11, 13, 16 (2x), 17, 19; 12:5, 6, 10 (2x), 17; 13:6; 14:4, 5, 7, 10, 12, 19; 15:1, 2, 3 (2x), 7, 8; 16:1, 7, 9, 11, 14, 19, 21; 17:17 (2x); 18:5, 8, 20; 19:1, 4, 5, 6, 9, 10, 13, 15, 17; 20:4, 6, 9, 12; 21:2, 3 (3x), 4, 7, 10, 11, 22, 23; 22:1, 3, 5, 6, 9, 18, 19
Senhor (23 vezes): falado pelo Pai (Rev. 1:8); falado ao Pai (4:8, 11; 11:15, 17; 19:1, 6; 21:22; 22:5. Falado a Jesus (Rev. 11:8; 14:13; 15:3, 4; 17:14; 19:16; 22:20; 22:21). Não está claro a quem é falado in Rev. 6:10; 16:5, 7; 18:8; 22:6
Cordeiro (27 vezes): Ap. 5:6, 8, 12, 13; 6:1, 16; 7:9, 10, 14, 17; 12:11; 13:8, 11; 14:1, 4 (2x), 10; 15:3; 17:14 (2x); 19:7, 9; 21:14, 22, 23; 22:1, 3)
Todo-Poderoso (8 vezes): Uma vez autoproclamado (Rev. 1:8), as outras são ditas a Deus (Pai: Rev. 1:8; 4:8; 11:17; 19:15; 21:22); a Jesus (Ap. 15:3); não está claro (Ap. 16:7, 14); Onipotente (Ap. 19:6)
Leão (Ap. 5:5)
Espírito (9 vezes) Ap. 2:7, 11, 17, 29; 3:6, 13, 22; 14:13; 22:17)
Os sete Espiritos de Deus (4 vezes) Ap. 1:4; 3:1; 4:5; 5:6
Amém (9 times): falado por João (Ap. 1:6-7, 22:20, 21); por João ou o Pai (Ap. 1:7); por Jesus (Ap. 1:18); Jesus’ name (Ap. 3:14); por serafins, anciãos, ou anjos (Ap. 5:14; 7:12; 19:4)

 

 

 

Parábolas de Sundar Singh (1)

Quando estava no Brasil ano passado encontrei um livrinho que havia guardado por muitos anos com algumas parábolas do cristão indiano Sundar Sing.  Li um livro sobre a vida de Sundar ainda na minha infância e o testemunho de vida dele me influenciou muito.

Portanto, aqui está a primeira parábola, que é bem simples, todavia contém um significado profundo.


 

Há no Himalaya um ponto em que florescem lindas flores; mas quem ali se demora, logo adormece. Os que moram nas vizinhanças sempre aspiram o perfume de outra planta antes de passar, a fim de contrabalançar seu efeito. Quando ouvi contar isso, imaginei que as flores fossem venenosas, mas logo replicaram que não, pois quem ali adormecia geralmente conservava a vida até doze dias depois e quando morria era em consequência da fome e da sede. Há no mundo também coisas que em si não são más, mas que tiram nossa fome e sede espiritual, vindo assim a determinar nossa morte. E como a outra planta cujo perfume mantém acordados os que por ali passam, também a oração nos manterá vigilantes entre as atrações do mundo.