E o desafio do mês foi…andar sobre o gelo!

O mês de janeiro terminou, agora é hora de lembrar alguns acontecimentos do mês…  foi um mês importante pra mim, pois comemoramos o aniversário de 80 anos de meu sogro e 52 do meu marido. Comemoramos o aniversário dele junto com outras três famílias e nosso amigo Frank. E foi o Frank que nos desafiou bem no dia que celebramos o aniversário a caminhar sobre a neve. Aceitei o desafio pensando que talvez não teria uma oportunidade como aquela. O Martin registrou esse momento, como podem ver na foto abaixo…apesar da dor nos pés foi uma experiência inesquecível.. 🙂

P1130148

Publicado em Atributos de Deus

A Fidelidade de Deus – alimento pra alma faminta

Início de ano é tempo de retrospectivas sobre o que ocorreu no ano anterior, tanto em nossas vidas, quanto no mundo ao nosso redor.
É tempo propício pra refletirmos sobre a fidelidade de Deus, apesar de que é sempre encorajador meditarmos sobre a fidelidade de Deus em qualquer período do ano.

P1070705
Porque o SENHOR é bom, a sua misericórdia dura para sempre, e, de geração em geração a sua fidelidade. (Salmo 100:5)

Tenho adquirido o hábito de repetir várias vezes no dia, “o Senhor é bom e sua misericórdia dura para sempre”. Creio que é importante reconhecermos aquilo que Deus é, isso ajuda na transformação de nossa mente.
É de Tozer esta linda frase:  “A fidelidade de Deus é um dado básico da teologia, mas para o crente significa ainda mais: ultrapassa o entendimento e vem a ser alimento para a alma faminta”. Concordo plenamente, pois aqueles que estão famintos pela verdade terão sua fome saciada conhecendo o Deus que cumpre suas palavras e promessas.

Também de Tozer temos estas pérolas:

“As escrituras não só ensinam a verdade, mostram também a sua utilidade para os homens. Os autores inspirados eram homens de paixões semelhantes às nossas, vivendo no meio da vida, como nós. O que aprenderam a respeito de Deus transformou-se para eles em espada, escudo, martelo; tornou-se motivação de sua vida, sua boa esperança, e sua confiante expectativa. (…) Toda a nossa esperança de bênçãos futuras se apoia sobre a fidelidade de Deus. As suas alianças permanecem porque Ele é fiel e honrará as Suas promessas. Poderemos viver em paz e aguardar com segurança o futuro somente porque temos a certeza de que Ele é fiel.” (A.W.Tozer – Mais Perto de Deus)

Em em nosso relacionamento com Deus quantas vezes somos infiéis, não é mesmo?  Todavia  somos encorajados ao saber que mesmo quando somos infiéis Ele permanece fiel pois de maneira alguma pode negar-se a si mesmo…receber essa palavra e guarda-la no fundo do coração é como dirigir num túnel escuro e de repente ver a luz surgir no final deste túnel.2 Tim.2.13

Significado e importância da palavra AMÉM!

A palavra amém é derivada do verbo hebraico “aman”. Deste mesmo verbo derivam as palavras para “crer”, “confiar” e  “ter fé”.

“Aman” é formada por três letras: Álefe, Mem e Nun

(veja as letras na figura abaixo)

amem-letras hebraicas

Quando adoradores dizem “Amém” eles estão afirmando, endossando ou apoiando o assunto. Eles estão dizendo, “isto é digno de confiança”; isto é confiável, sólido, permanente, durável; afirmo-o como verdadeiro; permita Deus que isso aconteça.

A palavra Amém é encontrada 30 vezes nos textos Massoréticos do Antigo Testamento e 119 vezes no Novo Testamento.

Em Apocalipse 3 verso 14 Jesus refere-se a si mesmo como o AMÉM, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus. Daí entendemos a importância da palavra, que é usada não só pelos fiéis aqui na terra, como também pelos anjos, serafins e outros seres celestiais (p.e. Apocalipse 5:14).

JESUS É O AMÉM DE DEUS!

Aqui estão alguns exemplos que encontramos da palavra Amém nas escrituras sagradas:

Bendito seja o Senhor, o Deus de Israel, de eternidade a eternidade”. Então todo o povo exclamou: “Amém!” e “Louvado seja o Senhor!” (1 Cr. 16:36)

Esdras louvou o Senhor, o grande Deus, e todo o povo ergueu as mãos e respondeu: “Amém! Amém!” Então eles adoraram o Senhor, prostrados, rosto em terra. (Neemias 8:6)

Bendito seja o Senhor para sempre! Amém e amém (Salmo 89:52)

“Ele nos ama e nos libertou dos nossos pecados por meio do seu sangue,  e nos constituiu reino e sacerdotes para servir a seu Deus e Pai. A ele sejam glória e poder para todo o sempre! Amém.

Eis que ele vem
com as nuvens,
e todo olho o verá,
até mesmo aqueles
que o traspassaram;
e todos os povos da terra
se lamentarão por causa dele.
Assim será! Amém.”   (Apocalipse 1:5-7)

A graça do Senhor Jesus seja com todos. Amém. (Apocalipse 22:21)

Luto em Otniel

 

 

Domingo à noite, dia 17,  um terrorista palestino entrou na comunidade de Otniel e esfaqueou Dafna Meir,  MEIR2

uma bela mãe de 38 anos de idade mãe de quatro além de dois filhos adotivos, até a morte. Três das crianças que estavam em casa testemunharam o ataque, antes de serem conduzidos ao andar de cima pelo irmão mais velho, uma ação que provavelmente os salvou. Na última hora, em Tekoa, algumas milhas ao norte, uma mulher israelense grávida em seus 30 anos ficou gravemente ferida em um esfaqueamento no armazém de roupas onde ela trabalhava. Seu agressor foi baleado e morto; o assassino da senhora em Otniel ainda está foragido.
Estes ataques terríveis continuam em Israel e nos territórios contestados. Aqueles que têm lugar nos territórios recebem pouca ou nenhuma cobertura no exterior, o sentimento de grande parte da mídia é que Israel não tem o direito de sequer ser mencionado, em situações como esta.

Otniel é mencionado pela primeira vez em Juízes 1:13, como sendo um guerreiro em Judá, um sobrinho de Caleb. Em Juízes 3: 9-11 ele se levantou como um juiz e libertador dos filhos de Israel depois que eles clamam a YHVH, o Senhor. O Espírito de YHVH veio sobre ele, concedendo-lhe graça para julgar Israel por quarenta anos.

Vamos orar por Natan Meir e seus seis filhos, agora órfãos de mãe. Oremos para que a luz sobrenatural da misericórdia de Deus, Sua força, consolo e orientação seja sobre eles. E que eles  se tornem luzes de Deus em sua comunidade.

 

 

Pai e Primogenito

FATHER AND FIRSTBORN

By Tal Robin

It is the role of the older brother to demonstrate the will of the Father to the rest of the family. God desires to be with mankind as a father desires to be with his children. God was saddened because He lost His family at the expulsion of Adam and Eve from the Garden of Eden.

He worked throughout history to create for Himself a people or family, in the likeness of a firstborn son, whose roles would be to show other nations this desire of His. In this way Jesus came as the Firstborn of the sons of God. A Father’s desire is for His family to be united.

Jesus announced to humanity that God is our Father, and prayed in John 17 for unity among believers and between them and the Father. The Messianic remnant in Israel has a corresponding call to be a “firstborn” among nations; to help bring about the reunification of the family.

PAI E PRIMOGÊNITO

Por Tal Robin

É o papel do irmão mais velho demonstrar a vontade do Pai para o resto da família. Deus deseja estar com a humanidade assim como um pai deseja estar com seus filhos. Deus ficou triste porque ele perdeu sua família na expulsão de Adão e Eva do Jardim do Éden.

Ele trabalhou ao longo da história para criar para si um povo ou a família, à semelhança de um filho primogênito, cujos papéis seria mostrar outras nações esse Seu desejo. Desta forma, Jesus veio como o Primogênito dos filhos de Deus. Um desejo do Pai é que sua família esteja unida.

Jesus anunciou à humanidade que Deus é nosso Pai, e orou em João 17 para a unidade entre os crentes e entre eles e o Pai. O remanescente messiânico em Israel tem uma chamada correspondente de ser um “primogênito” entre as nações; para ajudar a trazer a reunificação da família.