Publicado em Oração

Três Razões: Porque adoração Dia & Noite é essencial para a iniciativa missionária

Excelente artigo, por isso compartilho com vocês…

victor vieira blog

Captura de Tela 2015-07-20 às 16.08.32

Quando um missionário entra em uma região inalcançada do mundo, seu primeiro mandato é o de lançar fundamentos por meio da pregação de Cristo e fazendo discípulos. Mas, com que finalidade? De acordo com Paulo em Romanos 15 (o capítulo que fala sobre a grande fronteira missionária), o objetivo principal das missões é cantar.

Digo, pois, que Jesus Cristo foi ministro da circuncisão, por causa da verdade de Deus, para que confirmasse as promessas feitas aos pais; E para que os gentios glorifiquem a Deus pela sua misericórdia, como está escrito: ‘Portanto eu te louvarei entre os gentios, e cantarei ao teu nome.’” Romanos 15:8,9

 

Se, como foi resumido pelos profetas e apóstolos, a finalidade de nossa atividade missionária nas nações for que as pessoas dessas nações glorifiquem a Deus ao cantar alegremente para Ele, qual lugar damos ao ato de cantar em nossa…

Ver o post original 883 mais palavras

Publicado em Espírito Santo, Estudos Bíblicos

O Espírito Santo – Deus que habita em nós (2a. Parte)

Pomba-simbolo do Espírito SantoÉ impossível adorarmos a Deus em espírito e em verdade sem a ajuda diária do Espírito Santo. Aliás,  este é um dos propósitos para o qual o Espírito nos foi concedido,  podermos adorar ao Pai em espírito e em verdade.

Nossa carne é inimiga de Deus e tenta nos impedir de vivermos a vida que Ele tem pra nós.

Entretanto, Gálatas 5:16 nos mostra que há um caminho, uma forma de vivermos sem sermos dominados pela carne:

“Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis aos desejos da carne.”

Há uma guerra violenta acontecendo dentro de nós,  infelizmente poucos tem consciência disto. É uma guerra hostil, cujo alvo é nos tirar do propósito, nos desviar da vida que Deus tem pra nos.

(v.17) “Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer”.

Carne é um termo que se refere não apenas aos prazeres  físicos mas também às emoções pecaminosas que fazem parte de nossa natureza humana, que herdamos de Adão.

Nossa carne guerreia contra a vida e direção do Espírito Santo.  O alvo é nos desqualificar ou nos desviar do chamado divino, do propósito de Deus pra nossas vidas.

Pra vencermos essa guerra precisamos permitir que o Espírito Santo venha  guerrear conosco!  Só Ele pode nos ajudar a vencer essa batalha. Todavia, precisamos convidá-lo, e deixar que Ele nos conduza nos termos d’Ele e não nos nossos.

Precisamos entender também que esse andar no Espírito, não significa que de um momento para outro seremos totalmente livres dos desejos carnais, mas sim, teremos a capacidade de vencê-los!  Teremos domínio sobre as emoções, sentimentos e pensamentos pecaminosos que tentam dominar nossa alma.

Que possamos crescer em amizade e comunhão com nosso Paracleto*, nosso íntimo amigo; Deus que mora dentro de nós!

(*) Paráclito ou Paracleto (grego koiné παράκλητος – paráklētos; em latim: paracletus) significa “aquele que consola ou conforta; aquele que encoraja e reanima; aquele que revive; aquele que intercede em nosso favor como um defensor numa corte”. /Wikipédia

Publicado em Escrituras Sagradas, Israel

Cartas de Israel (2)

jpt-productpage-torahTorá (*) – Tesouro antigo sendo restaurado em nossos dias

A Torá é tão antiga quanto o mundo, mas só hoje ela está recuperando o valor na vida de muitos crentes. Durante séculos muitos discípulos gentios do Messias largamente ignoraram o Tanakh (Antigo Testamento) e a Torá de Moisés (Gênesis até Deuteronômio).

Todavia, em nossos dias, cristãos ao redor do mundo estão começando a entender o fundamento da Torá, o que faz com que as verdades do Novo Testamento, se tornem ainda mais brilhantes e mais poderosas. E aqueles que costumavam dizer as palavras “creia, creia, creia” estão agora acrescentando: “Aquele que crê n’Ele, cumpre a Sua Palavra e Seus mandamentos.” A Palavra de Deus está sendo restaurada.

“Por isso, todo mestre da lei que tornou-se um discípulo do reino dos céus é semelhante a um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e coisas antigas” (Mateus 13:52).

Tesouros antigos são uma referência à Torah – estudar e compreender esta fé sem obras é algo morto (Tiago 2:26). E obras – isto é, quando você está fazendo não apenas o que você entende, mas o que a Palavra de Deus determina como sendo importante e necessário.

O sacerdócio da Nova Aliança e fé em Yeshua (Jesus) já completou 2.000 anos.  Mas, infelizmente, por muitos tempo, se distanciou do povo judeu entre os quais foi iniciado. Agora vemos acontecer algo diferente – israelenses modernos acreditando em Yeshua.

Muitos israelenses seculares estão intrigados. Mesmo entre os judeus ortodoxos ouvimos novo debate sobre a questão “Quem é este Yeshua?” Até recentemente, eles só o amaldiçoavam, mas agora alguns rabinos concordam: “Ele é a nosso, Ele é judeu.”

Vemos uma agitação no coração do nosso povo. Que possamos encontrar um equilíbrio e receber a sabedoria do Senhor em como trazer uma boa notícia para aqueles que estão abertos para a verdade – tanto para “veteranos” quanto  para aqueles que acabaram de chegar em Eretz Israel.


(*) Torá se refere aos cinco primeiros livros da Bíblia, também conhecidos como pentateuco.

 § Carta de um discípulo seguidor de Jesus, judeu messiânico que vive em Israel