Edith Stein, uma santa dos tempos modernos, que voluntariamente revelou sua identidade judaica pra compartilhar o amor de Cristo no meio dos horrores dos campos de concentração no Holocausto, escreve em sua meditação, “O amor da Cruz”: A visão do mundo em que vivemos, a necessidade e a miséria, e o abismo da maldade humana, repetidamente abafa o júbilo da vitória da cruz.  A batalha entre Cristo e o Anticristo ainda não terminou. Os seguidores de Cristo tem o seu lugar nesta batalha, e a sua principal arma é a Cruz … Os amantes da cruz, os quais Ele despertou e sempre despertará na mutável história de uma igreja que luta, estes são Seus aliados nos últimos dias. Nós, também, somos chamados para este propósito, estar com um dos pés sobre a terra, andando sobre os caminhos sujos e ásperos  e ainda assim estar entronizado com Cristo à direita do Pai, rir e chorar com os filhos deste mundo e incessantemente cantar os louvores de Deus com os corais de anjos, esta é a vida do cristão até que a aurora da eternidade se rompa.

(—Edith Stein, “LOVE OF THE Cross: Some Thoughts For the Feast of   St. John of the Cross”)